Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Riscos de emagrecer rápido

Muitas pessoas que estão insatisfeitas com sua forma ou com suas medidas, costumam procurar algumas maneiras para conseguir emagrecer. Mas algumas delas querem obter resultados imediatos e acabam esquecendo de por em destaque os riscos de emagrecer rápido.

Tornar-se uma pessoa magra é um dos principais desejos para quem está bem acima do peso, com isso essas pessoas fazem tudo para ter a melhor forma, podendo até por a saúde em risco com as dietas que prometem emagrecimento rápido. Muitas delas possuem combinações de produtos como laxantes e bloqueadores de apetite.

Por isso que nós resolvemos escrever esse artigo para alertar mais sobre os problemas que você pode adquirir com algumas dietas de perda de peso. Entre esses problemas estão os sintomas como náusea, constipação, fadiga excessiva, surgimento de cálculo biliar, flacidez, anemia, taquicardia, entre outros efeitos colaterais.

E ainda sem falar na questão psicológica. Estes problemas aparecem por causa do curto tempo que o organismo humano tem para adaptar-se as mudanças que ocorrem juntamente com o emagrecimento.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, o recomendado para emagrecer no ritmo correto, é perder peso de 1 kg a 1,5kg no prazo de uma semana, além disso segundo a organização é considerado sinal de risco para a saúde.

Os riscos psicológicos são inúmeros, veja abaixo a lista dos principais problemas deste tipo:

  1. Expectativas frustradas – pois a pessoa que consegue perder peso rapidamente imagina que ao chegar ao seu objetivo, ou seja, seu peso ideal, os seus problemas estão terminados. Porque não tomam consciência de que precisa manter o peso com uma dieta saudável, e por isso que para recuperar o peso anterior é tão fácil quanto foi conseguir perder peso.
  2. Compulsão alimentar – quando é submetida a uma dieta deste tipo, existe o conceito da disciplina que o priva de ingerir muitos alimentos que costumava comer antes da dieta. A partir daí surge a vontade e o anseio por depois desse processo voltar a comer o que gosta. E ai volta a engordar rapidamente.
  3. Imagem de auto-gordo – com a rápida perda de peso o psicológico ainda imagina que o corpo ainda está gordo, mesmo quando a forma física já esta diferente.

Muitas das dietas de emagrecimento rápido são do tipo hipocalóricas, que devem ser receitadas e acompanhadas por médicos especialistas, e são indicadas para pessoas portadoras de obesidade ou sobrepeso, de acordo com a classificação estabelecida pelo IMC.

Os riscos de emagrecer rápido resultam em doenças cardíacas, por causa das alterações nos batimentos cardíacos que são decorrente do modo como a perda de peso foi adquirida. A lentidão no metabolismo é outro exemplo de efeito colateral deste procedimento, por causa da restrição maior ao consumo de calorias que acarreta em um organismo mais protegido, e assim queimando cada vez menos calorias.

E quando a dieta é muito pobre em nutrientes como as vitaminas, proteínas, zinco, os sais minerais e outros tipos de nutrientes, ocorre o enfraquecimento das unhas e a queda de cabelo em maior frequência.

Como saciar a vontade de comer?

É importante comentarmos sobre isso por conta da quantidade e qualidade dos alimentos que estamos acostumados a comer. Isso deve ser levado em conta para termos noção do que estamos diante, e saber solucionar o problema. Principalmente por que conhecer e saber o que se come, é essencial para a manutenção dos órgãos vitais do corpo.

Mas e como saciar a vontade de comer? Para tal tarefa, é importante fazer a seleção de alguns alimentos que provoquem a sensação de saciedade, e assim ajudando a não provocar aquelas gordurinhas extras, que muitas vezes não são convenientes.

Além disso alimentos que ajudam a saciar a vontade de comer, fazem com que seja consumido menores porções e em decorrência disso ajudam a manutenção ou na perda de peso em alguns casos, isso aliado a prática de exercícios.

Alimentos que ajudam a saciar a vontade de comer

  1. Gelatina – como a proteína é um nutriente que leva um bom tempo para ser digerido, a gelatina acaba sendo um alimento capaz de saciar a fome.
  2. Frutas – as frutas diminuem a vontade de comer principalmente quando são bem suculentas, e ainda tem índice calórico baixo.
  3. Tofu – queijo proveniente da soja, também contém baixa taxa de caloria e por conta do seu volume ajuda a saciar a vontade de comer.
  4. Cereais integrais – arroz e pães integrais dão a sensação de satisfação por causa das fibras contidas nos cereais integrais, e ainda faz com que os níveis de açúcar no sangue fique em equilíbrio por bastante tempo, assim o cérebro não recebe do sistema digestivo a mensagem de que está com vontade de alimentar-se novamente.
  5. Carne de peru – é a mais recomendada entre os alimentos de origem animal, isso por estimular a produção do hormônio que reduz e indica ao sistema cerebral menor vontade de se alimentar.
  6. Água – é uma das poucas bebidas que inibem a vontade de comer, principalmente quando o estômago está vazio, pois ao beber a água, ela acaba preenchendo o espaço que estava vago no estômago.
  7. Aveia e trigo – como são dois cereais ricos em fibra alimentar, são inibidores naturais da fome. Decorrente da expansão que esses alimentos fazem após serem ingeridos, formando uma camada gelatinosa e que da sensação de estômago cheio.