Nutrição em Foco

Porque sua saúde vem em primeiro lugar!

Nutrição em Foco Perder Peso Riscos da mania de fazer dieta

Riscos da mania de fazer dieta

É comum conhecermos pessoas que vivem fazendo dieta, pois quando saem para algum lugar ou quando alguém oferece algum tipo de alimento, a pessoa costuma rejeitar e confessar que está tentando emagrecer. O mais interessante de tudo é que a maioria dessas pessoas podem até emagrecer, mas em pouco período de tempo voltam a engordar muitas vezes até mais do que aquilo que foi perdido, isso se chama efeito sanfona e é muito comum em pessoas que fazem dieta constantemente. Os riscos da mania de fazer dieta serão abordados neste artigo, a fim de alertar os indivíduos que insistem em sempre adotar algum tipo de dieta para emagrecer.

Vale ressaltar que não é errado a pessoa tentar manter-se dentro do seu peso ideal ou desejar sentir-se melhor com o seu corpo. Os riscos que iremos abordar aqui, estão associados aqueles tipos de dietas em que a pessoa faz por conta própria, sem um auxílio de um nutricionista. Adotar dietas para emagrecer muitas vezes é necessário quando o indivíduo está fora do seu peso ideal, entretanto a pessoa deve se conscientizar de que é importante adquirir bons hábitos alimentos para o resto da vida, através de uma reeducação alimentar onde o indivíduo não sinta dificuldade em fazer escolhas alimentares que influenciem positivamente a sua saúde.

Riscos da mania de fazer dieta

O efeito sanfona, como já foi citado acima, é um dos maiores riscos associados a mania de fazer dietas. Quando a pessoa se priva de determinados alimentos para emagrecer ou oferece uma pequena quantidade de alimentos ao organismo, o metabolismo ativa mecanismos compensatórios de reservas energéticas além de aumentar a síntese de hormônios que estimulam o apetite. O resultado é que o próprio cérebro do indivíduo começa a sabotar a dieta que a pessoa está tentado fazer, e dessa forma o desejo por alimentos super calóricos e gordurosos aumenta, além disso a capacidade de reserva de glicogênio do organismo também está aumentada, resultando no ganho de peso corporal muitas vezes superior ao que foi perdido.

Outro risco associado a mania de fazer dieta é o desequilíbrio nutricional que essas dietas provocam. A maioria das dietas adotadas pelas pessoas, privam o organismo de nutrientes extremamente importantes fazendo com que o indivíduo desenvolva alguma deficiência nutricional. Uma dieta equilibrada e variada é fundamental para que todos os nutrientes essenciais ao organismo possam estar agindo sobre a saúde do indivíduo de forma adequada.

A compulsão por alimentos também é algo comum entre os indivíduos que fazem dieta de forma constante, isso ocorre pela ativação dos mecanismos neurológicos de estimulação do apetite. Em um estudo realizado com pessoas obesas, foi possível observar que após um período de dieta para perda de peso, todos os indivíduos apresentam uma maior compulsão por alimentos.  A solução encontrada para resolver esse problema que é relacionado a atividade cerebral do indivíduo, seria passar cerca de seis anos se alimentando de forma saudável e somente a partir daí seria possível encontrar uma redução na concentração do hormônio estimulador do apetite, evitando dessa forma o efeito sanfona.

Outros riscos associados às dietas muito restritivas são sintomas como fadiga, dores de cabeça, mau humor, halitose (decorrente da formação dos corpos cetônicos), tonturas e falta de disposição para realizar atividades físicas. Já no metabolismo também pode ocorrer várias alterações pois na falta de intermediários e de macronutrientes para que o metabolismo possa ocorrer de forma correta, mecanismos compensatórios são ativados na tentativa de manter o equilíbrio glicêmico.

Considerações finais

Como podemos observar diversos são os riscos da mania de fazer dieta, dessa forma queremos chamar a atenção para os impactos negativos desses riscos na saúde do indivíduo, que podem trazer consequências graves e que portanto devem ser evitadas. Uma alimentação saudável deve ser incentivada desde a infância, pois o número crescente de crianças obesas já nos alerta do problema que teremos para resolver pela frente. A postura dos pais é essencial no processo de formação de bons hábitos alimentos, até porque os filhos costumam copiar os pais naquilo que eles fazem.

Uma dieta saudável elaborada e acompanhada por um nutricionista, jamais irá representar riscos a saúde do indivíduo, pois esse tipo de dieta leva em consideração as necessidades nutricionais específicas do indivíduo e dessa forma evita possíveis problemas que possam surgir pela adesão da mesma. A manutenção do peso é conseguida somente através da reeducação alimentar que visa proporcionar hábitos alimentares saudáveis que devem ser incorporados na dieta do indivíduo.

 

TopBack to Top