Nutrição em Foco

Porque sua saúde vem em primeiro lugar!

Nutrição em Foco Perder Peso Remédios para Emagrecer

Remédios para Emagrecer

Remédios para Emagrecer

Emagrecer rapidamente é o desejo de centenas de pessoas. Em virtude disso muitas delas recorrem aos remédios para emagrecer sem saber que às vezes essa pode não ser a solução mais adequada para a perda de peso que almejam. De acordo com especialistas da área médica, os remédios emagrecedores possuem algumas contraindicações que podem trazer prejuízos a saúde de seus consumidores.

Atuação dos Fármacos no Cérebro Humano

Segundo especialistas o hormônio noradrenalina é o responsável pelo centro da fome no cérebro humano e atua controlando o apetite do indivíduo. Existe uma substância conhecida como anfetamina que faz parte de alguns medicamentos utilizados no combate e obesidade pela sua capacidade de promover o aumento da noradrenalina no organismo.

No entanto esses remédios podem causar efeitos colaterais como por exemplo: Dores de cabeça,taquicardia, insônia, sensação de boca seca, alterações do humor com estados de euforia e irritabilidade, aumento da pressão arterial, sensação de falta de ar, crises de ansiedade e depressão, constipação intestinal entre outros, dependendo do estado orgânico de cada pessoa.

A orientação para o uso de anfetaminas seria para pacientes com índice de massa corporal (IMC) maior que trinta ou IMC a partir de vinte e seis  se houver histórico familiar de altos níveis de colesterol. Segundo profissionais da área médica o uso de remédio para emagrecer é aconselhado quando o excesso de peso causar risco à saúde da pessoa, e todos os outros métodos utilizados para perda de peso como reeducação alimentar e prática de exercício corporal não surtiram o efeito desejado.

No entanto, o paciente deve estar ciente que mesmo ingerindo os medicamentos para emagrecer deve adotar uma alimentação balanceada e fazer atividades físicas, pois quando os indivíduos param de tomar o remédio eles tem o apetite aumentado fazendo com que engordem novamente não só os quilos que perderam mas muitos outros. Essa situação de emagrecer e engordar além de promover flacidez e estrias na pele da pessoa ainda pode trazer complicações cardíacas.

Principais Substâncias Utilizadas nos Remédios para Emagrecer

As anfetaminas  são comercializadas por vários laboratórios farmacêuticos e tem a capacidade de atuarem no centro da fome do  cérebro humano resultando no controle da vontade de comer. As anfetaminas são indicadas em caso de pessoas obesas que não tiveram êxito em seu processo de emagrecimento nem com uma dieta alimentar nem com  a prática de atividades físicas. Segundo especialistas em medicina a ANVISA (Agência de Vigilância Sanitária) consideram o uso das anfetaminas somente em casos que o paciente esteja sob cuidados médicos constantes.

A sibutramina é uma outra substância considerada pelos especialistas como mais atual que as anfetaminas pois atua no organismo humano causando uma sensação de saciedade. Em virtude desse fato  a pessoa começa a comer  menos quantidade de comida. Sua atuação é a nível cerebral reduzindo a compulsão que o indivíduo tem pelo alimento. Os efeitos colaterais mais conhecidos descritos por seus consumidores foram sensação de boca seca, insônia, agitação e dores na cabeça.

Uma outra substância utilizada em fármacos para emagrecer é o orlistat que atua de maneira diferente do que as duas outras substâncias no organismo humano. Enquanto as anfetaminas e a sibutramina atuam no sistema nervoso do indivíduo, o orlistat age somente no trato intestinal, proporcionando a absorção de trinta por cento em média da gordura consumida pela pessoa. De acordo com especialistas um das principais vantagens do orlistat é não causar dependência como ocorre com as outras substâncias, porém pode provocar diarréia se o paciente ingerir grande quantidade de gordura.

Emagrecer com Fórmulas Manipuladas

De acordo com profissionais especializados as fórmulas para emagrecer devem ser vistas com muito cuidado pois as as combinações que elas apresentam às vezes podem causar sérios riscos à saúde da pessoa. Os medicamentos manipulados só devem ser consumidos sob prescrição e constante acompanhamento de um profissional da área médica. Algumas medicações feitas por comerciantes inescrupulosos podem conter no mesmo comprimido ansiolíticos, laxantes, diuréticos e até hormônios que combinados podem ser  extremamente prejudiciais ao organismo humano.

Em alguns casos as fórmulas dão a impressão  a pessoa que ela está emagrecendo, porém o que está ocorrendo é somente perda de água em virtude dos diuréticos e laxantes ingeridos. Por isso quando o indivíduo decide perder peso deve procurar um profissional competente, que faça um acompanhamento cuidadoso da medicação prescrita para emagrecer.

Por Salete Dias

TopBack to Top