Nutrição em Foco

Porque sua saúde vem em primeiro lugar!

Nutrição em Foco Perder Peso Mitos sobre nutrição e perda de peso

Mitos sobre nutrição e perda de peso

Existem muitos mitos sobre  a nutrição, em especial sobre as dietas alimentares e como conseguir alcançar a perda de peso corporal desejada. São teorias sem nenhum fundamento e que viraram regras que várias pessoas seguem, podendo até prejudicar seu processo de emagrecimento. Veremos algumas a  seguir, para que vocês consigam atingir seus objetivos de maneira correta e sem dúvidas.

Alimentação a cada três horas

Essa sugestão é entendida por muitas pessoas como o sucesso para conseguir emagrecer. No entanto os especialistas alertam que se a soma dos alimentos consumidos de três em três horas, for maior que o gasto de calorias diários não vai haver o emagrecimento desejado. A justificativa dessa recomendação pode ser resultado do conhecimento de que os lanches nesses intervalos evitam a diminuição do metabolismo do organismo humano, fazendo com que o indivíduo não consuma alimentos de forma exagerada nas refeições principais. Porém se a pessoa faz uma dieta alimentar, seguindo essa norma, no entanto consome alimentos mais do que gasta, o efeito pode ser inverso e a pessoa ganha peso, ao invés de perder calorias. Os especialistas alertam que mesmo comendo alimentos em pequenas porções, é preciso controlar as calorias ingeridas e praticar atividades físicas.

Não se alimentar após as 20h

As recomendações para as pessoas que estão fazendo dietas alimentares, na maioria das vezes, sempre dizem que depois das 20h não é aconselhável consumir nenhum alimento. Na verdade, o chamado relógio biológico é bem mais lento no período noturno, no entanto, se a pessoa dormir com vontade de comer, essa situação piora a qualidade do sono, interferindo no metabolismo do organismo, o que prejudica a perda de calorias. Portanto, o problema não é se alimentar depois de oito horas da noite, e sim escolher uma refeição adequada e com pouco teor de gorduras, para não atrapalhar o sono nem ganhar mais alguns quilos.

Alimentos na versão diet ou light

Várias pessoas confundem na verdade o que vem a ser produtos diet ou light. A princípio pode-se definir diet como alimentos sem algum nutriente, como o açúcar, por exemplo, e os produtos light, seriam aqueles que apresentam redução (mas não obrigatoriamente a eliminação) de algum nutriente bem como uma redução do valor calórico.

De acordo com a Proteste (Associação Brasileira de defesa do Consumidor), a palavra diet na embalagem de um alimento não confere uma garantia ao consumidor de uma redução de calorias, nem de uma qualidade nutricional do produto, citando como exemplo, o chocolate diet, onde há a retirada do açúcar, porém há uma adição de mais gordura, fazendo com ele ele fique até mais calórico do que a versão tradicional.

Os especialistas em nutrição orientam aos consumidores que se tiverem alguma dúvida, apenas a leitura do rótulo do produto não será suficiente, há a a necessidade de fazer uma comparação com a tabela nutricional que há nos produtos.

Exercícios diários de 30 min são suficientes

De acordo com especialistas a prática de atividades físicas por somente 30 minutos ao dia não é eficaz para quem deseja emagrecer, o ideal é fazer ao menos sessenta minutos. Na verdade fazer somente trinta minutos de atividades diárias ainda é melhor do que o individuo ficar sedentário, porém o efeito não é necessariamente efetivo para o emagrecimento da pessoa.

Segundo pesquisas científicas norte-americanas para que o treino surta o efeito desejado é necessário pelo menos uma hora de ginástica, caminhada, luta ou dança, para que ele seja realmente efetivo. Essa pesquisa acompanhou trinta quatro mil pessoas do sexo feminino, durante um período de quinze anos, com uma faixa etária média de cinquenta e quatro anos. A conclusão dos  estudiosos, foi de que apenas meia hora de exercícios físicos trazem mais benefícios cardiovasculares do que a perda de peso corporal.

Redução drástica de calorias emagrece

As celebridades que tendem a fazer dietas alimentares, costumam divulgá-las através da mídia para todo o seu público. No entanto, esquecem de revelar que os resultados são passageiros e as pessoas rapidamente conseguem ganhar a gordura corporal que perderam.

Nutricionistas alertam para o risco dessas dietas alimentares muito rígidas preconizadas por pessoas famosas e seguidas por muitas pessoas.  Os regimes alimentares com menos de novecentas calorias por dia, de uma maneira geral, não conseguem emagrecer de maneira permanente.

Segundo a Abeso (Associação Brasileira para o Estudo da obesidade e da Síndrome Metabólica), com esse comportamento o indivíduo pode até ter um aumento de peso. Essa conclusão foi feita baseada em trinta e um estudos científicos realizados com indivíduos que se submeteram  a uma dieta alimentar de menos de mil e duzentas calorias diárias, por um período de cinco anos.

Por Salete Dias

TopBack to Top