Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Tratamento da Obesidade

Definição de Obesidade

A obesidade pode ser definida como sendo um acúmulo alto de gordura no corpo humano, provocando um excesso de peso, que é definido pelo IMC (Índice de Massa Corpórea), podendo ser calculado pela relação entre a altura e o peso da pessoa. Quando o IMC se encontra  acima de 30Kg/m2, a pessoa já  pode ser considerada como portadora de obesidade.

Obesidade Mórbida

Cada vez mais ao redor do mundo, as pessoas vem sofrendo do problema de obesidade, que já pode ser considerado como uma epidemia mundial. A obesidade mórbida ou clinicamente severa, como alguns a descrevem, ocorre quando o IMC do indivíduo é maior do que 40 ou obesidade grau III( Nomenclatura da tabela utilizada para indicar os valores de massa corpórea), trazendo  grandes complicações para as funções fisiológicas normais do organismo humano, podendo levar o indivíduo a óbito, além de causar graves problemas emocionais.

Uma pesquisa  de mapeamento de obesidade, demonstrou que cerca de sessenta e três milhões de cidadãos brasileiros estão com sobrepeso, e quinze milhões estão sofrendo de obesidade (dados do ano de 2007). De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), as pessoas com excesso de peso em todo mundo superam o número de um bilhão de adultos, sendo que trezentos milhões são considerados obesos, índice considerado bastante preocupante segundo as autoridades governamentais.

Cada pessoa pode apresentar um problema distinto decorrente da obesidade, por isso os tratamentos aplicados devem ser específicos para cada indivíduo. (Ver artigo O que é obesidade mórbida? )

Fatores Etiológicos da Obesidade

De acordo com especialistas, as causas da obesidade podem ser várias. Para alguns os fatores genéticos podem desempenhar um papel importante no desenvolvimento do problema.

O que se sabe ao certo é  que algumas enfermidades que afetam diretamente determinadas áreas do cérebro, como o hipotálamo, por exemplo, que é um local onde as sensações de saciedade e fome ficam concentradas, podem resultar em obesidade e distúrbios hormonais, como o hipotiroidismo, que dificultam o emagrecimento do indivíduo.

Porém, é de consenso geral que o maior fator etiológico  da obesidade são os hábitos alimentares inadequados, como consumo excessivo de alimentos gordurosos, ricos em carboidratos ou açúcares, associados com a falta de atividade física, que faz com que grande parte da população seja formada por indivíduos sedentários.

Complicações Decorrentes da Obesidade

Os indivíduos obesos têm em geral uma menor expectativa de vida, se comparada à das pessoas que não apresentam excesso de gordura corporal. Esse fator é decorrente das complicações decorrentes, como as chamadas doenças do metabolismo, por exemplo, colesterol alto, e diabetes, ou ainda por problemas cardiovasculares, como ocorrência de derrame e infarto coronariano, e emcasos mais graves, enfermidades oncológicas, como alguns tipos de tumores malignos que podem acometer pessoas portadoras de  obesidade, comprometendo a qualidade de vida do indivíduo, levando-o a apresentar uma série de dificuldades, tanto no âmbito profissional, quanto no convívio em sociedade.
Tratamento da Obesidade

Especialistas ressaltam que a terapêutica inicial ainda deve ser o aconselhamento para mudanças dos hábitos alimentares, com a adoção de uma dieta balanceada, associada à prática frequente de exercícios físicos.

Em alguns casos, o tratamento com medicações pode ser eficaz no controle da compulsão alimentar, controlando a ansiedade da pessoa, e melhorando a sensação de saciedade, fazendo com que o indivíduo perca  excesso de gordura corporal.

Vale ressaltar que esses medicamentos só podem ser utilizados sob prescrição médica, pois os efeitos colaterais desses remédios poderão surgir a longo prazo, se não houver acompanhamento de um clínico.

Quando esse tratamento não oferece resultado satisfatório, ou a pessoa já apresenta a obesidade mórbida, outros procedimentos são indicados como: cirurgia de redução do estômago ou cirurgia bariátrica, usada para indivíduos com IMC a acima de 40KG/M2 , ou baixo desse índice mas que apresentam algum tipo de enfermidade crônica associada a obesidade, como por exemplo, diabetes, colesterol alto, pressão alta, apneia do sono, entre outros.

Outros Procedimentos Cirúrgicos Utilizados

Outros procedimentos cirúrgicos podem ser utilizados para redução de peso, como o balão intragástrico, que é indicado para indivíduos portadores de obesidade que não tiveram sucesso em programas de perda e controle de peso, e é utilizado somente por um determinado período de tempo.

Há também a banda gástrica, que é um método pouco invasivo e consiste na colocação de uma cinta bem pequena em torno da parte superior do estômago do paciente, permitindo que ele controle melhor a quantidade de alimentos que está consumindo, e o bypass gástrico em Y de Roux, que é um procedimento cirúrgico, usado para redução do volume do estômago, através de um desvio para o intestino do individuo,e proporciona uma rápida perda de peso, porém é um método mais complexo e de maior risco, indicado especialmente para pessoas portadorasde diabetes do tipo II.

Por Salete Dias