Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

IMC de obesidade

O índice de massa corporal é uma medida que utiliza o peso(kg) dividido pela altura(m) ao quadrado, esta medida serve para indicar se o indivíduo encontra-se no seu peso ideal, no entanto ela de forma isolada não serve como diagnóstico, já que ele pode subestimar ou superestimar a gordura corporal. Sendo assim, para diagnosticar a obesidade, o IMC deve ser associado a outros indicadores que confirmem o excesso de peso como dobras cutâneas, nível de atividade física entre outros. O IMC de obesidade é aquele que ultrapassa o valor de 30, já o de obesidade mórbida ultrapassa o valor de 40.

Mesmo que necessite estar associado a outros indicadores, o IMC é sem dúvida um indicador essencial para a obesidade, entre as vantagens da sua utilização estão a sua correlação com o surgimento de doenças cardíacas, elevados níveis de açúcar e gordura no sangue, hipertensão e outras doenças que podem ser associadas a obesidade. Para o diagnóstico da obesidade o profissional de saúde utiliza o IMC além do exame clínico e outras estratégias que podem ser essenciais para classificar o indivíduo como obeso.

A massa muscular do indivíduo não é diferenciada da gordura corporal no cálculo do IMC, desta forma pessoas que possuem um elevado nível de atividades físicas podem ter o IMC classificado como sobrepeso ou obeso sendo que na verdade ele possui uma baixa quantidade de gordura corporal. Quando o indivíduo tem o seu IMC classificado como IMC de obesidade ele  deve procurar um médico e nutricionista que irá orientá-lo quanto as recomendações para combater a doença, como já foi mencionado em outros artigos do nosso blog, a obesidade é uma doença crônica que leva o surgimento de outras patologias.

O ideal é que não se atinga o IMC de obesidade, para evitar esse problema a prática de atividades físicas e uma alimentação saudável e balanceada é essencial no combate a doença.

A obesidade é uma doença crônica, ela se desenvolve durante um longo período da vida do indivíduo, aos poucos a pessoa percebe que está ganhando peso, como não toma nenhuma atitude para evitar este fato o problema se agrava a ponto do indivíduo ser considerado obeso. O sintoma da obesidade  mais específico é o ganho de peso já os outros podem ser associados a outras doenças que não seja a obesidade.

Sintomas da obesidade

  • Aumento na gordura da região abdominal e do quadril – O aumento gradativo da gordura nestas regiões é o principal sinal de que a pessoa está ganhando peso, associado a este aumento ocorre a perda das roupas através da necessidade de vestir números cada vez maiores
  • O IMC do indivíduo quando ultrapassa os valores considerados normais também é um sinal de que ele está ficando ou já está obeso
  • Aumento da circunferência da cintura
  • Em algumas pessoas obesas pode-se notar inchaço na região das pernas, respiração ofegante, indisposição, problemas de saúde como hipertensão, diabetes e colesterol alto. Esses alterações irá depender do grau de obesidade do indivíduo

A prevenção é muito importante para que a pessoa não sofra com as consequências desta doença e com os seus sintomas, quanto maior a quantidade de gordura corporal armazenada torna-se mais difícil conseguir perder esta gordura, a prática de exercícios físicos bem como uma alimentação saudável é de forma generalizada a maneira mais eficaz de evitar a obesidade portanto atente-se ao seu estilo de vida para que os sintomas da obesidade possam manter-se bem longe da sua vida.