Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Como Evitar que Seu Filho se Torne Obeso

Como Evitar que Seu Filho se Torne Obeso

A obesidade infantil é atualmente um dos grandes problemas enfrentados por pais de várias partes do mundo. Orientar o filho a realizar uma alimentação nutritiva e com poucas calorias é um desafio ainda para muitos deles. Talvez em virtude disso, o número de crianças com problemas de obesidade vem crescendo a cada ano, principalmente entre aquelas de classes sociais com maior poder aquisitivo.

Mas como que será que os especialistas na área de nutrição e nutrologia veem este problema. Será que há algum modo de evitar que uma criança se torne obesa? É o que discutiremos a seguir:

Afinal de quem é a Culpa da Obesidade?

Todo mundo já ouviu em algum momento da vida a seguinte frase: Você é aquilo que come. Esta afirmação, no entanto, não fica muito distante do que é orientado pelos especialistas em nutrição que  é para as pessoas consiguirem se manter dentro de um peso considerado normal devem se alimentar somente com alimentos com alto valor nutritivo e que sejam pobres em calorias. No entanto, todos sabem que a alimentação ingerida pela criança,nos seus primeiros anos de vida é fornecida pelos seus pais ou responsáveis.

De acordo com pesquisas científicas que foram realizadas sobre este tema, quarenta por cento em média das crianças que são obesas na infância, irão se formar adultos obesos. Daí a extrema importância do que é oferecido aos filhos quando ainda são pequenos. Para que as crianças tenham acesso a uma alimentação balanceada e nutritiva é necessário que seus pais também conheçam este tipo de refeição e saibam escolher qual o melhor alimento para compor as refeições de seus filhos.

Vale lembrar que crianças muito pequenas não conseguem se alimentar por conta própria, por isso os responsáveis devem estar atentos ao que oferecem aos filhos desde a mais tenra idade. Segundo relatos de pesquisadores, as consequências da obesidade infantil podem ser bastante preocupantes se não tratadas a tempo.

Foram registrados como principais complicações decorrente do excesso de  peso corporal nas crianças, tornando-as obesas: nível de colesterol alto na corrente sanguínea,diabetes tipo ll. complicação no sistema respiratório, problemas no coração, sem contar o aspecto emocional,pois as crianças muito obesas podem ser vitimas de apelidos, segregação por parte do colegas,configurando até mesmo casos de bullying, que podem afetar muito o caráter psicológico dos pequenos.

Principais Causas da Obesidade Infantil

De acordo com pesquisadores e especialistas em crianças existem alguns problemas que podem ser apresentados como as principais causas da obesidade infantil que são: Sedentarismo ou falta de atividades físicas, hábitos alimentares incorretos e alguma  predisposição genética,pois os pesquisadores observaram que cerca de oitenta por cento dos filhos de dois pais obesos ficam também obesos, este percentual caía para a metade, ou seja, quarenta por cento se somente um dos pais tivesse obesidade, e quando nem um dos pais eram obesos somente sete por cento dos filhos eram crianças obesas, sugerindo realmente uma relação com a genética e hereditariedade.

Outras causas menos apontadas pelos cientistas foram os problemas metabólicos e os de origem endócrina. Foi observado também que as mesmas enfermidades e complicações que afetam um adulto obeso também ocorre na criança com excesso de gordura corporal,como por exemplo: Diabetes tipo II, problemas ortopédicos, sendo os mais comuns as lesões nas articulações ou músculos pelo excesso de peso,aumento da pressão arterial,problemas cardíacos e vasculares, apnéia do sono, entre outros.

Evitando que a Criança Fique Obesa

Como é dado aos pais o privilégio de primeiro orientar seus filhos, é possível controlar o problema da obesidade infantil a partir desta orientação. Por isso, os responsáveis devem oferecer às crianças desde a mais tenra idade, um alimentação balanceada, com alto valor nutritivo e pouco calórica. Além da escolha de um cardápio adequado , os pais devem incentivar  a prática de atividades físicas desde muito cedo na crianças .Atualmente há uma série de exercícios que até mesmo bebês podem realizar com o auxílio de um professor: a natação é um bom exemplo disso.

Se houver a necessidade da realização de uma dieta alimentar, somente o profissional da área de nutrição ou nutrologia estará apto a prescrevê-la. Os pais devem nessa hora tentar colaborar o mais que possível para tornar este momento prazeroso para o filho, ressaltando que ele pode comer o que gosta, só que em porções menores para que ele se sinta melhor. No caso de atividades físicas o ideal é que a criança escolha alguma que tenha mais facilidade, e que goste de fazer para não se sentir desmotivada.

Salete Dias