Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Zinco

O Zinco é um elemento de origem mineral que assim como o ferro e outros tipos de minerais é necessário ao organismo humano, porém em poucas quantidades. Segundo especialistas, as ostras são a melhor fonte de zinco entre os alimentos de origem animal, já os de origem vegetal destacam-se as leguminosas e os frutos secos entre outros.

Importância do zinco para a saúde humana

As várias reações químicas do corpo humano tem a intervenção do zinco, que tem como funções principais a manutenção de unhas, pele e cabelo saudáveis, além de atuar para o bom funcionamento e desenvolvimento nos órgãos de reprodução dos seres humanos.

Segundo especialistas na área de nutrição, se houver carência de zinco no corpo do indivíduo poderá ocorrer um retardo no crescimento, cicatrização ineficiente de feridas além de um ineficiente desenvolvimento dos ovários ou dos testículos. No caso de mulheres no período gestacional ou lactação a necessidade  do consumo de zinco aumenta.

Principais sintomas da falta de zinco no organismo humano

De acordo com profissionais especializados em nutrição o zinco é de extrema importância na manutenção de um sistema imunológico  saudável, além de auxiliar na recuperação de lesões  facilitando a cicatrização de feridas.  A quantidade mínima recomendada para homens de 15 mg e nas 12 mg nas mulheres,  portanto quando as pessoas não ingerem essa dosagem pode haver carência do mineral levando os indivíduos a desenvolverem um quadro clínicos de resfriados constantes.

Os sintomas iniciais da falta de zinco no organismo são problemas na pele, baixa resposta imunológica e perda de paladar. Outras manifestações clínicas foram descritas principalmente como sensação de fadiga, diarreia, perda de cabelo e difícil cicatrização.

Principais funções do zinco no corpo humano

O zinco exerce um papel de extrema importância no processo de crescimento e divisão das células, atua também no funcionamento hepático, na síntese proteica, de DNA e na ação da insulina. Por ser um componente  de várias enzimas está intimamente relacionado ao processo metabólico dos lipídios, carboidratos e proteínas.

O corpo não tem locais determinados para armazenamento desse mineral, sendo por isso necessária uma dieta alimentar a base de zinco para suprir as necessidades do organismo humano. Encontrado em todas as partes do corpo humano, o zinco está distribuído da seguinte forma: cinco por cento na pele, trina por cento nos ossos e uma média de sessenta por cento nos músculos.

Vale ressaltar que o zinco é mais necessário em indivíduos do sexo masculino do que pessoas do sexo feminino em virtude do sêmen nos homens conter cerca de cem vezes mais zinco que seu próprio sangue. Vale enfatizar que o homem sexualmente  ativo precisa de uma quantidade maior  de zinco, sendo que a dosagem recomendada para eles é de 1/3 a mais do que as doses recomendadas para as mulheres.

Zinco e dieta vegetariana

Segundo os especialistas em nutrição o zinco apesar de estar presente em abundância em vários tipos de alimentos, os que contem proteína são aqueles que mais se destacam. Para as pessoas que fazem uma dieta  somente vegetariana  que é composta por alimentos que contém menos zinco, uma vez que esses indivíduos não consomem carne  vermelha, é necessário que essas pessoas façam refeições com alimentos que sejam ricos nesse mineral.

Segundo nutricionistas  as pessoas vegetarianas podem encontrar fontes de zinco nos seguintes alimentos: sementes de abóboras, cereais, nozes, feijões, lentilhas e os laticínios em geral.

Por Salete Dias