Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Vitamina D

Descrição

É uma vitamina lipossolúvel que pode ser encontrada em alguns alimentos. Ela deve ser obtida em pequenas quantidades diárias que serão necessárias para as reações metabólicas desempenhadas pelo organismo.
A exposição à radiação UVB ativa a vitamina D3 que é uma forma de vitamina D, presente na pele sob a forma de pró-vitamina.

Suas principais funções são:

  • Contribui para a absorção de cálcio e fósforo no organismo, contribuindo para o fortalecimento ósseo;
  • Atua diretamente na formação óssea do bebê;
  • Combate e previne o raquitismo;
  • Inibe a proliferação celular, que pode ocasionar certos tipos de doenças como o câncer;
  • Mantém o bom funcionamento do sistema nervoso.

Conseqüências da deficiência

  • Aumenta o risco de raquitismo em crianças, osteopenia (precursora da osteoporose), osteoporose e osteomalácia (amolecimento dos ossos também devido à desmineralização dos mesmos) em adultos;
  • Aumenta o risco de pré-eclâmpsia (problema de saúde associado à hipertensão arterial) na gravidez;

Conseqüências de seu excesso

O excesso de vitamina D pode resultar em um acúmulo de cálcio nos rins, podendo levar ao surgimento de cálculos renais, o excesso é causado na maioria das vezes por suplementos dietéticos.

Alimentos Ricos em Vitamina D

Essa vitamina é armazenada no fígado, dessa forma esse órgão é uma das principais fontes de vitamina D;
Alimentos como manteiga, gema de ovo, óleo de fígado de bacalhau, alguns peixes e nata contém pequenas quantidades dessa vitamina, por isso torna-se necessária a exposição solar (em horários adequados, de 7 as 9 h da manhã) para uma melhor absorção da vitamina D.

A partir dos cinqüenta anos de idade, tanto homens como mulheres devem aumentar os níveis de vitamina D. Em idosos, a deficiência de vitamina D pode ser responsável por enfraquecimento ósseo, levando a um aumento do número de quedas devido ao desequilíbrio na postura corporal. Nessa fase da vida, deve-se aumentar a quantidade ingerida de vitamina D, mesmo que seja através de complementos sob orientação médica, para que se possa ser evitar uma possível diminuição de força muscular.

Referencias Bibliográficas

EMEDIX, Vitamina D
Dra. SHIRLEY DE CAMPOS, Papel da vitamina D na função neuro-muscular
GUIA DO BEBÊ, As Vitaminas
FOSAMAX D, A Produção da vitamina D

If you liked that, check these...

Vitamina B6

As proteínas e o metabolismo

Água