Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Propriedades do óleo de coco

As pessoas que estão com alguns quilos a mais, comprometendo suas silhuetas sempre ficam em busca de alguma novidade que as façam perder peso de maneira rápida e eficiente. Porém todos sabem que não existem milagres e que o emagrecimento deve ser gradual para que os indivíduos consigam se manter saudáveis com seus corpos mais magros. Uma das novidades que vem despertando a atenção de todos e que também vem sendo alvo de muitas pesquisas científicas é com certeza o óleo de coco, cujas propriedades são capazes de auxiliar a perder gordura, principalmente a abdominal. Mas será que isso é realmente verdade?

É o que discutiremos a seguir:

Pesquisas científicas realizadas com o óleo de coco

De acordo com pesquisadores norte-americanos o óleo de coco auxilia no processo de queima de gordura corporal, e o líquido que dele é extraído pode fazer com que a pessoa com excesso de peso perca até o dobro dos quilos se ela estiver fazendo uma dieta associada ao consumo do óleo. Os pesquisadores realizaram a pesquisa da seguinte maneira: foi dividido dois grupos-controle, sendo que um delas recebeu o óleo de coco associado a uma comida por um determinado período de tempo, enquanto o outro grupo de participantes apesar de terem comido a mesma quantidade de alimentos não consumiram o óleo de coco durante o mesmo período.

O resultado demonstrou que aqueles que haviam ingerido o óleo conseguiram perder muito mais quilos quando comparados aqueles que não o haviam ingerido. Na região do abdômen os resultados foram ainda mais surpreendentes. Segundo os cientistas, aqueles que consumiram o óleo de coco tiveram uma redução considerável da circunferência abdominal. No Brasil também, estudos científicos vêm sendo realizados que comprovam a tese dos cientistas americanos.

Por que o óleo de coco emagrece?

O processo de emagrecimento do óleo de coco nos seres humanos ocorre da seguinte forma: esse tipo de óleo é formado por uma cadeia de moléculas médias (TCM) e apresenta um teor de triglicerídeos muito altos, o que torna o processo digestivo diferenciado quando a pessoa o ingere.A principal vantagem do óleo de coco é que ele se transforma em energia no fígado em virtude de ser altamente absorvido, o que resulta em um não armazenamento de gordura como acontece com outros tipos de óleo, como por exemplo o óleo de oliva que é um composto molecular que possui uma cadeia longa favorecendo ao acúmulo de gordura.

Segundo especialistas alguns estudos científicos vem demonstrando que além do emagrecimento comprovado do óleo de coco ele também pode contribuir para melhorar o quadro clínico de pessoas portadoras de problemas de tiroide ou então aquelas que possuem diabetes. Os cientistas descobriram que a gordura do coco possui a capacidade de queimar tecido adiposo, através da produção de calor o que facilita a perda de peso excessivo nos seres humanos.

Outra função muito importante atribuída ao uso do óleo de coco é sua contribuição para redução dos níveis de triglicérides além de aumentar o colesterol bom ou HDL, diminui o chamado colesterol ruim ou LDL, além disso, possui uma característica comprovada de ação anti-inflamatória.

Como o óleo de coco deve ser utilizado?

De acordo com profissionais da área de nutrição e nutrologia que são partidários dos benefícios que esse tipo de óleo traz ao organismo em matéria de emagrecimento, para que realmente haja um efeito de perda de quilos excedentes os consumidores devem ingerir pelo menos de três a quatro colheres de sopa do óleo por dia, pois de acordo com os especialistas essa quantidade tem a capacidade de reduzir a vontade de comer e tendo como resultado a perda de peso e o emagrecimento, pela elevação do gasto de energia que o organismo consegue realizar ao absorver o óleo de coco.

Vale ressaltar, no entanto que existe uma restrição para as pessoas que tem uma dieta com o consumo de gordura restringido. Nesse caso, os profissionais aconselham somente metade de uma colher de óleo diariamente para depois aumentar seu consumo de maneira gradual. Os profissionais lembram que óleo de coco é apenas um complemento alimentar e não um medicamento, mesmo assim é necessário que um especialista da área de nutrição os prescreva para que as pessoas possam desfrutar da melhor maneira possível dos benéficos do óleo de coco.

Por Salete Dias