Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Por que há iodo no sal que consumimos?

Quem já é leitor há algum tempo de nosso blog já deve ter lido aqui artigos que falam sobre esse assunto, como o Iodo e Benefícios do iodo. Entretanto uma nova leitora escreveu-nos um e-mail perguntando por que há iodo no sal que consumimos e nada mais justo do que respondermos à sua dúvida, não acham?

Trata-se de uma determinação do Ministério da Saúde. A adição de certa quantidade de iodo ao sal (de 20 a 60 mg para cada kg de sal) visa contribuir com o bom funcionamento da tireóide, uma glândula que, apesar de muitas vezes ignorada ou até mesmo negligenciada, desempenha importante papel em nosso organismo.

Para melhor compreendermos o impacto de tal medida em nossa saúde, basta lembrar que o iodo participa de diversos processos em nosso organismo:

  • Formação dos hormônios tiroxina e triiodotiroxina;
  • Auxilia no bom desenvolvimento do sistema nervoso;
  • Auxilia na reprodução;
  • Participa da conversão de betacaroteno em vitamina A;
  • Participa da síntese de proteínas;
  • Auxilia na absorção de carboidratos no intestino;
  • Atua em várias reações envolvendo enzimas.

Pela quantidade de papeis que o iodo desempenha em nosso organismo, é perceptível o porquê de tanta preocupação do Ministério da Saúde, não acha? Deficiência na concentração de iodo em nosso organismo pode levar a vários problemas de saúde, como:

  • No caso de gestantes, pode levar a aborto, prematuridade e/ou formação de anomalias congênitas;
  • Pode ocorrer a formação de bócio (popularmente conhecido como papo, trata-se do aumento do vólume da tireóide) ou desenvolvimento do hipotireoidismo;
  • Problemas ou retardamento no desenvolvimento mental ou físico.

O Brasil já adota a adição de iodo ao sal de cozinha desde 1953, o que tem ajudado a reduzir e muito os problemas causados por sua deficiência, entretanto o fato de algumas famílias de zonas rurais utilizarem o sal-grosso na alimentação como uma alternativa mais barata que o sal de cozinha acaba por prejudicá-las.

E você, amigo leitor, possui alguma dúvida? Se sim, não se intimide, pergunte! 🙂