Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Influência do folato e colina no desenvolvimento do cérebro

Durante a gestação materna um dos órgãos que merece maior atenção durante todo o  processo de desenvolvimento e maturação  é o cérebro do bebê. O cérebro humano é junto com o coração  um dos órgãos principais do organismo humano, e nele estão centralizadas as principais sensações que os indivíduos são capazes de experimentar, como por exemplo, o sentimento da dor, entre outros. Os especialistas são unânimes em afirmar que uma alimentação saudável, balanceada e repleta de nutrientes adequados ao bom desenvolvimento cerebral é a atitude adequada para gerar filhos sem comprometimentos neurológicos.

Depois de vários estudos científicos, os pesquisadores chegaram  a conclusão de que os nutrientes que são consumidos durante a gestação materna exercem uma influência significativa para evolução normal da medula espinhal e do cérebro do feto, auxiliando para que  a criança não apresente problemas cognitivos durante a sua vida. Existem dois nutrientes ligados entre si que são fundamentais em todo este processo: o folato e a colina. Veremos agora quais são seus mecanismos de ação no organismo humano:

Desenvolvimento cerebral do feto

Durante o período gestacional, o órgão mais complexo em evolução que o feto possui é sem dúvida alguma seu cérebro. Nos primeiros dezoito dias este cérebro começa o seu desenvolvimento no organismo fetal, formando as primeiras células nervosas que futuramente darão origem aos neurônios. É interessante ressaltar que durante este período o cérebro produz uma quantidade muito maior destas células nervosas do que vai necessitar ao nascer.

Ainda durante este processo, as diferentes partes cerebrais são formadas: o prosencéfalo, o mesencéfalo e o cerebelo dando origem a estrutura primária do sistema nervoso dos seres humanos. A partir das dezoito semanas iniciais  a atividade cerebral então vigente, já é responsável pelos primeiros movimentos fetais, porém somente  a partir da vigésima semana é que há a distinção das primeiras ondas cerebrais geradas pelo órgão.

Somente a partir da trigésima sexta semana é que seu sistema nervoso estará desenvolvido completamente com cerca de cem bilhões de células nervosas, os neurônios em atividade. Durante todo este processo de evolução cerebral a nutrição da gestante é fundamental para o sucesso deste maravilhoso mecanismo que é o desenvolvimento do cérebro humano. Como o feto não fabrica dois nutrientes de extrema importância para este processo, a colina e o folato, cabe a gestante consumi-los através da alimentação, para que eles possam atuar prevenindo o cérebro do feto contra possíveis problemas durante sua formação.

Atuação do folato e da colina no desenvolvimento fetal

Após várias pesquisas científicas, os cientistas chegaram a conclusão que existem duas vitaminas essenciais ao desenvolvimento e formação do cérebro e do sistema nervoso, durante o período de gestação nos seres humanos: o Folato ou ácido fólico ou  vitamina B, e a Colina, que também é uma vitamina do complexo B. No caso do folato ele auxilia na prevenção de possíveis complicações na formação do cérebro e da medula espinhal do feto.

Normalmente os problemas no cérebro, durante o período gestacional ocorrem logo nos primeiros trinta dias da gestação, por isso os especialistas em medicina recomendam às mulheres grávidas que ingiram uma quantidade em torno de seiscentos a oitocentos microgramas deste nutriente. No caso da Colina que também é  de extrema importância para o desenvolvimento cerebral do feto, ela é uma vitamina  que participa do processo de fabricação das membranas do cérebro, e também são necessárias para a divisão das células que ocorrem neste órgão.

Vários estudos científicos realizados com animais revelaram que a colina é utilizada pelas células nervosas, e está associada ao processo de aprendizagem nos centros de memória do cérebro. De acordo com especialistas, uma dieta apropriada para uma mulher gestante que contivesse este nutriente seriam os alimentos: carne vermelha, soja, ovos, arroz, grãos, amendoins, entre outros. Já uma dieta rica em folato seria a que contivesse os seguintes alimentos: hortaliças verdes, fígado, levedo de cerveja, cereais integrais em grãos, entre outros.

Considerações finais

Os nutrientes folato e colina, são essenciais para o desenvolvimento cerebral normal do feto nos seres humanos. Por isso, quando a mulher fica grávida é fundamental procurar um profissional especializado na área médica, para que ele possa orientá-la sobre a melhor dieta alimentar com o objetivo de suprir estas vitaminas durante a evolução do cérebro humano nas primeiras semanas de gestação, para que a criança possa se tornar um adulto sem complicações neurológicas ou cognitivas.

Por Salete Dias