Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Flúor

Descrição

Este é outro dos minerais importantes para a nossa saúde. Na natureza, pode-se encontrar flúor em regiões ricas em fosfato, alumínio e cinzas vulcânicas. Rios que percorrem esses terrenos bem como a vegetação local podem conter uma maior ou menor concentração de flúor.

Lembra-se de quando seu dentista disse da última vez que iria “passar flúor em seus dentes”? Pois então, isso se deve ao fato de que o flúor possui importante papel na constituição óssea e dentária. Seu papel é tão importante que em muitas comunidades e cidades a água tratada que chega às casas é acrescida de flúor.

E por falar em papel dentário, o flúor também participa da prevenção de erosão no esmalte dentário.

Além disso, há evidências de que o flúor afete diretamente o metabolismo de cálcio e fosfato, reduzindo os sintomas de osteoporose. Experimentos feitos com ratos apontam que o consumo adequado de flúor ajuda realmente na manutenção óssea, ajudando a evitar a desmineralização bem como outros problemas ósseos.

Entretanto, deve-se evitar o consumo excessivo de flúor, que pode levar a doenças e intoxicação.

Causas da Deficiência

A principal causa da deficiência de flúor é o consumo de água não tratada e acrescida de flúor.

A taxa de 0,5 a 1,0 mg de flúor por litro d’água é suficiente para reforçar a proteção das crianças contra cáries dentárias e evitar diversos problemas provenientes de sua deficiência.

Conseqüências de sua Deficiência

  • Cãibra nas pernas;
  • Esterilidade;
  • Dentes cariados;
  • Cálculos;
  • Maior propensão a infecções;
  • Tendência a surdez;
  • Tumores nos ossos;
  • Ulcerações;
  • Unhas doentes;
  • Vista débil.

Conseqüências de seu Excesso

  • Fluorose dental endêmica (problema na formação das células do tecido dental, perceptível pelo surgimento de manchas ou pequenos pontos claros ou escuros nos mesmos);
  • Fluorose crônica;
  • Intoxicação crônica;
  • Osteosclerose (espessamento dos ossos, estreitando as cavidades medulares).

Deve-se tomar cuidado quanto ao consumo excessivo de flúor principalmente em crianças de até oito anos de idade, uma vez que os dentes ainda estão se calcificando.

Alimentos Ricos em Flúor

Além do consumo de água tratada e acrescida de flúor, é indicado também o consumo dos seguintes alimentos:

  • Agrião;
  • Alho;
  • Beterraba;
  • Cebola;
  • Couve;
  • Feijão;
  • Gema de ovo;
  • Maçã;
  • Trigo.

Curiosidade: o téflon é um polímero que contém fluor, sendo assim, cozer alimentos em panelas de téflon ajuda a enriquecer os alimentos cozidos com flúor.

Não esqueça também do creme dental com flúor que, apesar de não ser alimento, vai ajudá-lo bastante a evitar as cáries, ok? 😉

Referências Bibliográficas

AS HORTALIÇAS NA MEDICINA DOMÉSTICA, de Alfons Balbach

CIÊNCIAS NUTRICIONAIS, de J. E. Dutra-de-Oliveira e J. Sérgio Marchini

REVISTA DE NUTRIÇÃO, Respostas Físicas, Químicas e Biomecânicas do osso de ratas ovariectomizadas submetidas a diversas ingestões de flúor suplementar

If you liked that, check these...

Ferro

Proteínas

Vitamina B1