Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Ferro e consumo de carne vermelha

De origem mineral o ferro é um elemento que possui duas formas químicas diferenciadas para se apresentar nos alimentos: Uma é denominada ferro não heme ou inorgânico que pode ser  encontrado no leite, nos ovos e nos vegetais e a outra é o ferro heme ou orgânico que  só é encontrado em alimentos como peixes e carnes. A carne vermelha é um dos alimentos que apresenta uma grande quantidade de ferro de alta absorção.

Propriedades do Ferro

O Ferro é um mineral que possui uma baixa absorção no organismo humano quando está na forma não heme. Normalmente os níveis de absorção variam e no caso dos peixes fica em torno de quinze por cento, nos vegetais a média é de dez por cento  e na soja e seus derivados fica em torno de vinte por cento. Vale ressaltar que os alimentos que apresentam uma maior taxa de absorção de ferro no corpo do indivíduo são as carnes vermelhas com um índice de absorção de cerca de trinta por cento.

A vitamina C pode aumenta a absorção do ferro não heme pelo organismo, em contrapartida os fitatos de cereais, os oxalatos de verduras, os taninos do chá ou polifenois  e alguns alimentos de origem vegetal podem dificultar, se estiverem em excesso no corpo do indivíduo, a absorção do ferro.

Importância do ferro para a saúde das pessoas

De acordo com profissionais especializados  em nutrição o ferro é de extrema importância para a saúde dos seres humanos em virtude de suas funções essenciais na  respiração das células e  na formação da hemoglobina sanguínea. Quando há deficit do ferro no corpo do indivíduo alguns manifestações clínicas como queda de cabelos e anemia podem aparecer.

Outra importância descrita é a atuação do ferro  em mulheres que apresentam um ciclo menstrual com sangramento abundante e pessoas com hemorragias internas ou externas. Na nutrição da mulher no seu  período gestacional os especialistas costumam recomendar um aumento do consumo de ferro e a sua suplementação.

Já foi relatado pelos profissionais de nutrição que o corpo humano precisa de vários nutrientes para manter-se saudável  dentre todos destacam-se os sais minerais que são de grande importância para a saúde dos indivíduos. No caso dos minerais  existem o grupo de alimentos energéticos e o grupo de alimentos construtores que devem ser consumidos regularmente. Os minerais mais conhecidos  além do ferro são o iodo, cálcio, fósforo, magnésio, potássio, zinco, cobre e sódio.

O ferro se destaca  pela sua importância pois participa  da produção das células vermelhas sanguíneas, além de transportar o oxigênio para todas as células do organismo dos indivíduos.

Dados sobre a ingestão deficiente de ferro

Os especialistas revelam que o consumo ineficiente de ferro é bastante comum no Brasil e já existem programas governamentais para combater o deficit do nutriente na alimentação das pessoas. As mulheres em período de reprodução, as crianças e as gestantes formam o grupo de pessoas que são mais vulneráveis a apresentar um quadro clínico de anemia em virtude da falta de ferro.

Segundo profissionais da área de nutrição o déficit de ferro tem uma ligação estreita com a dieta das pessoas. Indivíduos que se alimentam com pouca carne vermelha ou consomem alimentos a base de cereais refinados mas pobres em leguminosas, além de ingerirem refeições com poucas verduras folhosas não conseguem suprir suas necessidades de ferro.

Outro problema é que na aborção do mineral pelo organismo pode haver algum tipo de interferência se a pessoa consumir zinco, cobre ou cálcio em excesso. Vale ressaltar que o consumo da vitamina C com ferro ou proteínas tem a capacidade de aumentar sua absorção, auxiliando na manutenção da saúde do corpo humano.

Carne vermelha – ferro e seus benefícios

É interessante observar como há certas “verdades” que não são sempre assim tão “verdadeiras”. Um exemplo delas é quanto à carne vermelha, onde vemos muitas pessoas afirmarem que não se alimentam desse tipo de carne, por esta apresentar malefícios, não somente contra os animais servidos como alimentos, mas também ao nosso organismo. Entretanto, nutricionistas alertam que se deve tomar cuidado com tal afirmação, pois a carne vermelha também possui suas vantagens, por exemplo como fonte de proteínas e ferro. Bem, que tal agora conversarmos um pouco sobre a carne vermelha e seus benefícios?

A carne em nossas refeições

Com sabor próprio que agrada muitas pessoas, a carne vermelha está constantemente presente em nossos lares. Como já mencionamos anteriormente, a mesma é rica em proteínas e ferro, mas isso não significa que seu consumo deve ser feito sem nenhuma moderação.

Pessoas que gostam daquela parte mais gordurosa da carne, precisam redobrar sua atenção, pois a gordura animal pode representar muitos riscos para a nossa saúde! Sem contar que a própria carne, quando não é bem cozida ou assada, pode servir como fonte de contaminação de certas doenças.

O consumo moderado de carne magra, isto é, sem gordura, é bastante recomendado e benéfico para o nosso corpo.

A carne vermelha e seus benefícios

Quando todo o processo de preparação da carne, do momento do abate até as nossas mesas, é feito de forma adequada e higienizada, seu consumo pode ser feito sem maiores problemas. E apesar de muitos julgarem a carne de porco como sendo ruim para a saúde, saiba que se a mesma também seguir os mesmos padrões de higiene e preparação também pode servir como ótima fonte de proteínas.

Vale lembrar também que a carne vermelha é rica em ferro, mineral importante para o nosso corpo, principalmente na formação das células sanguíneas. Tanto que certos tipos de anemia podem ser evitados pelo simples consumo (em proporções adequadas) de carne vermelha.

Encontram-se também na carne vermelha os nutrientes zinco, vitamina B6, vitamina B12 e niacina.

Orientações

Escolha sempre carnes que apresentem a menor quantidade de gordura possível, removendo as partes mais gordurosas no ato do preparo, se possível. Alguns cortes mais magros são o lombo, costeleta, costela e bife de braço. Na hora do preparo, é bom cozer ou assar tanto quanto for possível, pois carnes vermelhas mal cozidas ou mal assadas podem transmitir certas doenças.