Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Amido resistente

O amido é um carboidrato natural pois é armazenado a partir das plantas e se constitui numa fonte de calorias de extrema importância para os indivíduos de uma maneira geral. Durante a digestão dos seres humanos  o amido é dividido em glicose  sendo utilizado então como fonte de energia para o organismo. Os amidos podem ser separados em três grupos, sendo que  um deles é conhecido como amido resistente cuja principal característica é apresentar sua fermentação realizada no intestino grosso das pessoas, além de não ser digerido no corpo humano.

Por se tratar de um carboidrato, antes de falarmos especificamente sobre o amido resistente, vamos explicar o que são os carboidratos de uma forma geral.

Carboidratos

Os carboidratos são mais conhecidos pela sua exclusão nas dietas de emagrecimento que as pessoas costumam fazer. Possuem como principal função fornecer energia ao corpo humano. Os carboidratos também  conhecidos como glicídios, açúcares ou hidratos de carbono são na realidade moléculas biológicas que são constituídas de oxigênio, hidrogênio e carbono, que podem apresentar também na sua composição enxofre ou fósforo e são encontradas em abundância.

Principais funções dos carboidratos

Os carboidratos tem como principal função fornecer energia aos  seres humanos, além disso atuam como estruturas de proteção dos tecidos conjuntivos da parede celular de vegetais, fungos e bactérias e também como envoltório celular de organismos animais.

Outra função muito importante dos carboidratos é facilitar a coesão entre as células atuando como lubrificante das articulações do esqueleto do indivíduo. Alguns tipos de carboidratos como por exemplo a desoxirribose e a ribose podem ainda funcionar como sinalizadores das células fazendo parte da estrutura dos ácidos nucleicos e dos nucleotídeos celulares.

Classificação dos carboidratos

Coma a finalidade de facilitar o entendimento das pessoas, os carboidratos foram classificados pelos cientistas de acordo como o tamanho que apresentam em monossacarídeos, oligossacarídeos e polissacarídeos.

Carboidratos monossacarídeos – Os monossacarídeos  são carboidratos que se caracterizam por apresentar  um pequeno número de átomos de carbono em sua estrutura molecular, podendo se classificar  de acordo com sua fórmula de número de carbonos que pode ter de três até sete elementos de carbono em trioses, tetroses, pentoses, hexoses e heptoses, sendo que dentre esses, os especialistas ressaltam que  as mais importantes para o organismo humano são as pentoses e as hexoses.

Além de serem muito pequenos os monossacarídeos não sofrem hidrólise e são solúveis na água.

Carboidratos oligossacarídeos – Os oligossacarídeos são formados pela junção de duas até dez moléculas de carboidratos monossacarídeos, cuja ligação ocorre em virtude de um estrutura glicosídica que são formadas  a partir da perda de uma molécula do elemento água.

De acordo com especialistas os oligossacarídeos que são mais importantes são os dissacarídeos que como o próprio nome sugere são formados pela ligação de  somente duas moléculas de monossacarídeos. Se fossem formados por três moléculas seriam denominados de trissacarídeos.

Carboidratos polissacarídeos – Como o próprio nome sugere os carboidratos polissacarídeos são grandes se comparados aos monossacarídeos, apresentando em alguns casos ramificações e são constituídos por um polímero de monossacarídeos normalmente as hexoses, formado pela união em cadeia de um a dez monossacarídeos  que não alteram o equilíbrio osmótico celular pois são insolúveis na água.

As principais funções dos polissacarídeos no organismo humano são atuar com elementos de estruturas e armazenamento de combustível ou energia. Quanto a função energética desempenhada pelos carboidratos, os especialistas informam que eles são a principal fonte de energia  de calor das células na forma de ATP. Já nos vegetais ele é armazenado na forma de amido nos amiloplastos e nos animais nos músculos e fígado na forma de glicogênio.

A função estrutural dos carboidratos  pode ser definida pelo fato deles proporcionarem ao organismo humano elasticidade, rigidez e a consistência de determinadas células. De uma forma geral,  os carboidratos  são muito importantes para o corpo humano pois é através deles que as células obtém energia para produzir seu metabolismo (funções metabólicas e movimentos).

Por isso vale ressaltar que as dietas que excluem totalmente os carboidratos são vistas como prejudiciais a saúde por um grande número de profissionais da área de saúde. Os principais alimentos ricos em carboidratos são os pães, massas,bolos, biscoitos, batatas entre outros.

Definição de Amido Resistente

De acordo com especialistas na área de nutrição e nutrologia o amido pode ser classificado em  três grupos: o RDS (amido rapidamente digestível) que leva em torno de somente vinte minutos para ser digerido; o amido SDS ( amido digestível) que é o  amido digerido lentamente em torno de vinte a cem minutos; e o amido resistente que não é digerido e tem sua fermentação no intestino grosso do organismo humano.

Desse modo pode ser classificado como amido resistente todo e qualquer amido que durante o processo digestivo resiste às enzimas. A grande maioria dos amidos são absorvidos e digeridos no corpo humano pela ação do intestino delgado. No entanto, alguns tipos de amido passam para o cólon intestinal sem serem digeridos no intestino delgado, e nesse local através do processo de fermentação é diferenciado pelas bactérias residentes nessa região do corpo, provocando  a liberação de ácidos graxos de cadeia curta ou como também são denominados AGCC que agem no organismo humano como fibras alimentares, constituindo assim o amido resistente.

Vale ressaltar que em virtude da existência do amido resistente, os empresários do ramo de alimentação  podem produzir diversos alimentos à base de fibras que são os chamados alimentos funcionais e os fabricantes ainda conseguem com que eles fiquem com um paladar muito saboroso.

Tipos conhecidos de amido resistente e suas fontes

De acordo com especialistas algumas categorias de amido resistente já foram identificadas pelos cientistas entre alguns estão:

RS1: Encontrado  principalmente em  legumes e grãos moídos é um amido considerado inacessível em virtude das paredes celulares intactas  das sementes ou dos grãos.

RS2: São os amidos cozidos que podem se classificados de acordo com sua presença em RS2A ( amidos de cereais), RS2 B (batata crua e banana verde)  e RS2C ( pode ser encontrado em grande parte nos amidos das leguminosas).

RS3: È o amido resfriado e armazenado por um longo tempo depois que foi cozido. Normalmente está presente em cereais, nos pães e nas batatas cozidas e resfriadas.

RS4: São os amidos que não são encontrados na natureza e são formados a partir de associações cruzadas com éteres, reagentes químicos e ésteres, entre outros. São encontrados normalmente em bolos, massas e alguns tipos de pães.

Principais benefícios do amido resistente

De acordo com especialistas, o amido resistente vem sendo alvo de estudos científicos sobre seus principais benefícios à saúde dos indivíduos que seria sua atuação como fibra durante o processo digestivo nos seres humanos. Além disso, o amido resistente seria o responsável pela incorporação das fibras em alimentos processados melhorando consideravelmente o paladar da comida.

Para quem deseja perder alguns quilos, os especialistas em nutrição recomendam a ingestão do amido resistente pois ele tem também entre outras funções a de reduzir o teor calórico dos alimentos e provocar o aumento da oxidação da gordura o que pode resultar em um menor armazenamento dela no corpo humano.