Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Utilização de suplementos alimentares

utilização de suplementos alimentares por atletas é um assunto bastante discutido entre médicos e nutricionistas, cada lado manifesta sua opinião; e muitas vezes o consumidor utiliza esses produtos por conta própria sem nenhuma recomendação médica. Os suplementos alimentares destinados para atletas servem para oferecer aos mesmos uma maior demanda de carboidratos, proteínas, aminoácidos, vitaminas; a depender do tipo de suplemento utilizado.

Alguns suplementos disponíveis no mercado prometem melhorar a performance no exercício através do aumento da força e resistência já outros podem ser utilizados como substitutos de refeições para quem pratica atividades físicas. A maioria das pessoas conseguem através de uma boa alimentação obter todos os nutrientes necessários, no entanto muitos indivíduos hoje em dia querem fazer uma boa alimentação, só que de forma rápida e prática. Por isso, muitos indivíduos acabam por optar pelos suplementos que substituem as refeições.

Utilização de suplementos alimentares

Situações em que a utilização dos suplementos alimentares para atletas é recomendada:

  • O atleta não consegue por meio da alimentação as calorias exigidas para desempenhar suas atividades físicas
  • Restrição alimentar por determinado período
  • Quando é necessário realizar uma alta ingestão de carboidratos e isso não é possível através da dieta
  • Quando se deseja evacuar antes das competições
  • Quando há necessidade de recuperar nutrientes após uma maratona de exercícios
  • Competições específicas de longa duração que requerem uma demanda elevada de nutrientes

Vale lembrar que em todos os casos, o uso de suplementos deve ser feito com o acompanhamento de um profissional especializado.

Principais suplementos alimentares

Carnitina – É um suplemento que promete atuar na queima de gorduras, dessa forma a carnitina transportaria os lipídios intracelulares.

Cafeína – Este suplemento tem como objetivo utilizar os lipídios e poupar o glicogênio muscular. No entanto, a cafeína também atua como diurético e aumenta a perda de líquidos durante a atividade, o que não favorece a performance do atleta.

BCAA (Branched-chain amino acids) – É um composto de aminoácidos de cadeia ramificada (leucina, isoleucina e valina). A diferença na utilização do BCAA é que seus aminoácidos serão metabolizados nos músculos principalmente, e o fígado faz o papel de lançar esses carboidratos no sangue do indivíduo. A necessidade da ingestão de aminoácidos é determinada pela intensidade da atividade praticada pelo atleta.

Creatinina – Estudos demonstram que a cretinina aumenta a capacidade de força e resistência em desenvolver o exercício, a concentração do fosfato de creatinina produz energia no sistema anaeróbico. Pela alimentação pode-se obter a creatinina através das carnes, ela também pode ser produzida pelo fígado, rins ou pâncreas.

É importante frisar que a utilização de suplementos alimentares é indispensável na vida de alguns atletas, no entanto é necessário que isto seja feito com a orientação de profissionais especializados, para que o indivíduo não prejudique o seu organismo ou até mesmo adquira muitos produtos destinados à suplementação que não permita que o objetivo do atleta seja alcançado.

 Alimentação e atividades físicas

 A alimentação para praticantes de atividades físicas deve conter um equilíbrio adequado entre proteínas, carboidratos, vitaminas, minerais e lipídeos. Cada um desses componentes possuem várias funções no organismo humano como, por exemplo:

  • Síntese de novos tecidos – proteínas;
  • Principais fornecedores de energia para o organismo – carboidratos;
  • Produção de energia nas células – vitaminas;
  • Equilíbrio interno do organismo – minerais;
  • Composição das membranas celulares – lipídeos.

Lembrando que foi citado acima apenas uma função de cada um dos grupos alimentares, entre tantas outras existentes.

Os praticantes de atividades físicas devem ter uma noção dos alimentos mais indicados para cada tipo de treinamento, é por esse motivo que abordaremos este tema, de forma simples e objetiva.

Sabe-se que o exercício físico é hoje, ao lado de uma dieta saudável, o principal meio de prevenir doenças crônicas, como diabetes, hipertensão, problemas do coração, obesidade, colesterol, etc. Mas quem é que fornece toda a energia que o corpo precisa para realizar as atividades?

Quase toda a energia que o organismo detém, é originada dos alimentos consumidos. Por isso é imprescindível ao homem que saiba escolher bem o seu cardápio, onde englobe todos aqueles nutrientes já citados.

Para toda e qualquer prática de atividade física é de extrema importância que o indivíduo se mantenha hidratado. Não permita que seu corpo sinta sede, hidrate-se previamente. A água é o maior e melhor meio de manter o corpo hidratado, porém quando a atividade for intensa, faz-se necessário também o uso de isotônicos.

A alimentação que antecede a prática da atividade deve ser feita em torno de uma hora antes e de preferência com alimentos que sejam fontes de carboidratos, eles darão mais energia ao seu treino. E após a realização da prática, deve ser seguida a mesma recomendação anterior, acrescentando as fontes de proteínas, para uma melhor recuperação muscular.

Vale ressaltar que a utilização de suplementos alimentares ainda é preferência nas academias de musculação. No entanto, essa opção por uso de suplementação não deve ser aleatória, sim indicada e acompanhada por um médico ou nutricionista. O excesso desses produtos no organismo pode acarretar sérios danos à sua saúde, portanto, não se iluda com músculos fortes e volumosos rápidos, porque a saúde também pode seguir nesse nível de rapidez, entretanto ela é afetada de forma distinta, sendo assim em vez de crescer, ela vai cair.