Nutrição em Foco

Porque sua saúde vem em primeiro lugar!

Nutrição em Foco Nutrição Esportiva Uso da arginina no esporte

Uso da arginina no esporte

A arginina é um aminoácido que pode ser sintetizado pelo organismo dos seres humanos se houver condição propícia para tal, no entanto, quando há algum problema como por exemplo, o que acontece no período da infância do individuo ou mesmo no aparecimento de determinadas patologias, quando um crescimento muito rápido das células do corpo, os indivíduos devem adquiri-lo através dos alimentos que consomem regularmente.

A arginina é utilizada por esportistas e atletas com o objetivo de aumentar a massa muscular, para otimizar a força e resistência durante os treinos executados por esses indivíduos, e diminuir o tempo de recuperação levado pelo atleta entre os treinos. É importante ressaltar que o uso da arginina não provoca nenhum efeito no aumento da força dos músculos nas pessoas. Mas será que é valido usar a arginina como um suplemento por aqueles que praticam algum esporte ou atividade física. É o que veremos a seguir:

Atuação da arginina no organismo humano

Os especialistas, após algum tempo de estudos científicos sobre a arginina chegaram a conclusão que ela é um aminoácido que em condições normais, onde não há nenhum tipo de problema no organismo do ser humano, ele pode ser sintetizado, porém em situações adversas onde há um crescimento das células do corpo muito rápido, como por exemplo na período da infância das pessoas ou então quando este crescimento ocorre devido ao aparecimento de determinadas enfermidades, o corpo não consegue fazer sua produção, sendo necessário, desse modo ingerir a arginina através de uma dieta rica neste aminoácido.

A arginina é muito conhecida no meio esportivo, onde os atletas profissionais e os amadores costumam fazer uso dela na tentativa de aumentar o tamanho dos músculos, através do estímulo da secreção endógena do hormônio do crescimento que a arginina pode provocar. Segundo pesquisadores outras substâncias além da arginina podem promover o hormônio do crescimento nos seres humanos e também podem ser estimuladas por treinos físicos,  no entanto a atividade física é que parece estar mais relacionada com o estímulo para secretar o hormônio de crescimento.

A creatina que também é muito utilizada por esportistas e atletas de uma maneira geral, pois produz um rápida energia no corpo humano que promove a contração muscular, que potencializa o efeito dos exercícios físicos de  curta duração, porém de alto impacto, tem sua origem na arginina. Foram descritos por especialistas alguns efeitos colaterais em indivíduos que faziam uso constante de substâncias que tinham a propriedade de estimular o hormônio do crescimento (GH), dentre alguns mais relevantes estão: aumento da pressão arterial, fraqueza nos músculos com quadro clínico de neuropatias, diabetes melito, enfermidades cardíacas e do sistema circulatório, aumento dos ossos que formam a face, entre outros.

Vale ressaltar que como esses efeitos são a princípio irreversíveis todos os suplementos deste tipo que são utilizados por seres humanos devem ser antes de tudo, administrados e avaliados por um especialista competente da área médica ou nutricional, para que o indivíduo, não venha  apresentar estas complicações no futuro.

Suplemento nutricional de arginina

De acordo com profissionais especialistas em nutrição e nutrologia, a arginina pode ser encontrada em alimentos ricos em proteínas, como  por exemplo, no leite e seus derivados, nos peixes e na  carne vermelha. Alguns especialistas sugerem uma relação entre o uso da arginina e a potencialização do desempenho físico dos atletas e esportistas de uma maneira geral, principalmente no que diz respeito ao cansaço muscular que é bem comum entre os praticantes de atividades físicas. Segundo pesquisadores esse efeito provavelmente teria algum tipo de relação como óxido nítrico que é um gás molecular e que tem  a propriedade de promover a vasodilatação, havendo desse modo um aumento da massa muscular.

Quando os indivíduos ingerem a arginina, por um período de tempo muito longo ocorre como consequência um aumento na produção do óxido nítrico. Esse fato tem sido relatado como um exemplo da relação da arginina com a função da contração muscular no corpo dos atletas. Outros estudos científicos relataram que houve uma melhora considerável dos esportistas e praticantes de atividades físicas em relação ao cansaço físico quando eles consumiam regularmente a arginina.

Considerações finais

Os especialistas relatam que há uma hipótese científica que relata a associação entre o consumo da arginina e uma melhora na musculatura esquelética no corpo de atletas e esportistas que fazem uso dessa substância, contribuindo para potencializar os treinos e exercícios com pesos tendo como consequência depois de um período de tempo de atividade física contínua, um aumento da força de contração e no ganho de musculatura por parte dos indivíduos que combinaram os treinos com o uso da arginina. No entanto, vale ressaltar que o uso de suplementos só deve ser realizado com indicação de médico ou nutricionista.

Por Salete Dias

TopBack to Top