Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Saúde da criança – cuidados

Falaremos agora novamente sobre problemas que podo ocorrer quanto à saúde da criança e quais os cuidados que você pode ter para que seu filho não desenvolva tais problemas de saúde. Quem já for nosso leitor de algum tempo, perceberá que certos assuntos já foram apresentados aqui anteriormente, mas estamos aqui reunindo uma síntese de vários distúrbios – e além do mais, é sempre interessante rever conteúdos importantes, não?

Comecemos então por apresentar o sedentarismo e a obesidade infantil e os riscos que podem representar para a saúde da criança.

Sedentarismo e obesidade infantil

Cada dia mais se observa o aumento no número de crianças obesas, no entanto sabe-se que esta realidade deve ser controlada pois ela afeta negativamente a saúde infantil. A obesidade nesta idade ocorre por muitas causas dentre elas estão o sedentarismo infantil, o consumo de alimentos hipercalóricos, problemas psicológicos e até mesmo os distúrbios alimentares que já podem surgir nesta fase da vida.

Tratar o problema precocemente é essencial para evitar as consequências da obesidade. Esta doença pode ocasionar ao indivíduo diversas outras doenças bem como alguns distúrbios, entre eles podem-se destacar: hipertensão arterial, diabetes e colesterol alto, além disso é possível observar também problemas sociais como a dificuldade de fazer amizades e relacionar-se com outras crianças.

Sedentarismo infantil

Sedentarismo e obesidade infantil

Os problemas psicológicos gerados pela obesidade infantil contribuem ainda mais para aumentar a doença, pois as crianças obesas cada vez mais se isolam das outras e buscam o refúgio para o problema na compulsão alimentar. Quando isto ocorre os responsáveis pela criança deve imediatamente solicitar um auxílio psicológico, pois a tentativa de fazer dietas poderá ser em vão quando não soluciona-se o problema psicológico que está associado.

A obesidade infantil pode ser combatida de diversas maneiras consideradas até muito simples. Promover atividades como andar de bicicleta, fazer natação, vôlei ou outro esporte que seja da preferência da criança, permite que a mesma evite o sedentarismo. Hoje muitas crianças buscam como forma de lazer assistir TV ou ficar horas no computador o que contribui bastante para o aumento de peso.

Outro fator importante para combater a obesidade infantil é corrigir a alimentação da criança, pois esta muita das vezes é rica em alimentos gordurosos, guloseimas, refrigerantes entre outros itens que favorecem o aumento do IMC. É importante acostumar a criança a lanchar frutas, sanduíches naturais, iogurtes, salada de frutas entre outros diversos alimentos que são muito saborosos, no entanto apresenta um importante valor nutricional.

Combatendo a obesidade infantil

Evite a obesidade infantil, ensinando seus filhos a importância de uma dieta saudável. Peça-lhes para ajudar você a escolher opções mais saudáveis que eles estarão dispostos a comer, tente explicar porque esses alimentos são bons para eles. Quando as crianças se sentem envolvidas com o que estão comendo, eles vão querer continuar a fazer estas escolhas saudáveis mais tarde.

Um mineral importante para crianças que se encontram um pouco acima do peso é o cálcio. O cálcio é um mineral benéfico que deve fazer parte de uma dieta saudável. O cálcio está envolvido em dentes e estrutura óssea. Ele também ajuda na coagulação do sangue, função nervosa e contração muscular. O cálcio ajuda a prevenir muitas doenças, como hipertensão, osteoporose, diabetes, câncer de cólon, colesterol alto e obesidade. Mais importante ainda caso a criança se encontre em um quadro clínico de obesidade mórbida.

ansiedadestress e depressão também devem ser combatidos. Uma dica de nutrição importante é ajudar seu filho a superar a ansiedade que o leva a comer. Muitas crianças tendem a comer mais como uma forma de lidar com o stress diário. Isto é conhecido como compulsão, pode levar à obesidade e baixa auto-estima. Ao superar essa compulsão, seu filho será muito mais saudável e feliz.

Uma ótima dica para viver uma vida saudável é escolher alimentos que são ricos em grãos integrais. Foi confirmado que pessoas que consomem uma quantidade adequada de grãos integrais por dia têm um risco menor de desenvolver doença cardíaca. Além disso, os grãos integrais pode ajudar a proteger contra obesidade infantil e diabetes.

A alimentação saudável bem como a prática de atividades físicas devem ser estimuladas durante a infância, é nesta fase onde a criança aprende valores e conceitos que irão perpetuar, combatendo assim não somente o sedentarismo infantil, mas a falta de atividades físicas por toda a sua vida. E por falar em alimentação saudável para crianças, aqui vão algumas dicas sobre como desenvolver uma boa nutrição infantil.

Nutrição infantil

nutrição infantil envolve a manutenção da saúde da criança através da identificação de possíveis carências nutricionais. Por se tratar de um grupo muito vulnerável, as crianças merecem atenção especial quanto ao tipo de alimentação que será ofertada bem como a sua evolução gradual de acordo com as necessidades infantis.

O aleitamento materno

aleitamento materno deve ser a primeira alimentação fornecida para a criança ainda na maternidade. Ele é responsável por evitar alergias, infecções e fortalecer o sistema imunológico. Além disso não é agressivo ao organismo da criança pois ele está pronto para atender todas as necessidades nutricionais da mesma até os seis meses de idade; o leite materno deve ser fornecido de forma exclusiva.

Quando outros tipos de leite que não sejam o materno são oferecidos, pode ocorrer uma sobrecarga no organismo da criança, já que ela apresenta diversos órgãos ainda considerados imaturos. A alergia alimentar também é favorecida pelo fornecimento precoce de outros alimentos que não sejam o leite materno.

Nutrição infantil

Alimentação aos seis meses

Após os seis meses de idade é que sopinhas e papas doces poderão ser introduzidas na alimentação infantil, é importante a partir desta idade oferecer outros alimentos pois o leite materno não consegue mais suprir todas as necessidades infantis. No entanto, pode-se aliar o aleitamento a ingestão de outros alimentos.

É importante sempre lembrar de adicionar na alimentação da criança frutas, verduras e legumes além de todos os outros grupos alimentares. Estes alimentos ajudam a fortalecer o sistema imunológico, prevenindo o aparecimento de doenças. Além de fornecer as fibras que auxiliam no funcionamento intestinal.

Carne na nutrição infantil

As carnes também são extremamente essenciais para as crianças, pois nesta idade o problema da anemia é muito comum em crianças, logo é importante oferecer carnes no almoço como também no jantar. Quando as preferências alimentares começam a surgir, com ela surge também a rejeição por determinados alimentos considerados ruins pela criança. Quando isto acontece é importante que o alimento rejeitado volte a ser oferecido em outras ocasiões, até que a criança aceite experimentá-lo.

Outro ponto importante na saúde da criança é manter um acompanhamento pediátrico que possa identificar possíveis problemas de saúde que venham surgir na criança, já para manter uma boa nutrição infantil é importante consultar um nutricionista especializado em nutrição infantil que possa orientar os cuidados necessários com a alimentação da criança.

Falemos agora sobre outro problema de saúde que afeta milhares de crianças todos os anos: a diarreia infantil.

Diarreia Infantil

diarreia infantil acomete muitas crianças em todo mundo e a maior incidência desta doença ocorre entre os primeiros doze meses de vida. Por se tratar de uma população considerada vulnerável do ponto de vista imunológico, as crianças com diarreia necessitam de um tratamento adequado para evitar a gravidade do problema que pode ocasionar a morte.

Entre as causas que originam a diarreia em crianças pode-se destacar as que são de origem viral, bem como as que podem ser causadas por alimentos contaminados, parasitas intestinais, uso de antibióticos e alergias alimentares. A característica da diarreia é o aumento no número de evacuações diárias que podem ser líquidas ou pastosas, a criança também pode sentir dores abdominais, febre e indisposição.

Diarreia infantil

Tratamento da diarreia infantil

O tratamento principal da diarreia infantil consiste em manter a criança hidratada, pois esta doença em crianças provoca uma rápida desidratação. Por isso é muito importante oferecer líquidos como água de coco, sucos, soros caseiros e bastante água. O responsável pela criança pode observar o grau de hidratação da mesma através da frequência urinária da criança ou mesmo através do estado geral de saúde que ela apresenta.

É importante além de manter a criança hidratada que ela se alimente. Os alimentos oferecidos a criança devem ter a função de amenizar a diarreia, logo arroz branco, cancha de galinha, frutas como maçã, goiaba, banana e biscoito salgado são alimentos que auxiliam no controle da diarreia. Alguns alimentos como chocolates, frituras e alimentos que contém leite devem ser evitados pela criança que está com diarreia.

Prevenção da diarreia infantil

Alguns cuidados são importantes na prevenção da diarreia infantil entre eles destaca-se o aleitamento materno exclusivo até os seis meses de idade, a lavagem e higienização correta dos alimentos que serão servidos a criança, oferecer à criança somente água tratada ou filtrada, observar bem o estado de qualidade dos alimentos principalmente no verão onde os alimentos estragam-se mais facilmente.

Com medidas simples pode-se evitar que a criança apresente diarreia, vale lembrar que se a diarreia persistir mesmo que a criança seja mantida hidratada e bem alimentada, a criança deve ser encaminhada para atendimento médico.

Esperamos que este artigo tenha ajudado a esclarecer um pouco mais sobre alguns cuidados que devemos ter quanto à saúde das crianças!