Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Refluxo na infância

O refluxo gastroesofágico consiste no retorno do alimento que se necontra no estômago para o esôfago. Este retorno pode ser seguido de vômitos ou regurgitação , o refluxo pode ser considerado normal (fisiológico)  a depender da quantidade e frequência da regurgitação. Quando o refluxo torna-se intenso ele é considerado patológico e pode levar a uma série de complicações, este distúrbio é mais comum em crianças; no adulto ele pode se manifestar em forma de azia e queimação na garganta.

Nos casos de crianças que regurgitam em pequenas quantidades, mas não tem o ganho de peso afetado e desenvolvem-se normalmente o refluxo é considerado normal, além disso ele tende a diminuir com o passar do tempo. Algumas medidas como não colocar a criança para arrotar, manipular muito ou deitar a criança após as mamadas e fornecer grandes quantidades de alimentos  podem favorecer a regurgitação, fazendo com que se acredite que a criança tenha o problema.

Sintomas do refluxo:

  • Regurgitação com frequência, várias vezes ao dia, trazendo uma grande quantidade de alimento
  • Dificuldades em ganhar peso –  devido a constante regurgitação
  • Choro persistente – que pode ser causado pela queimação que o ácido gástrico provoca quando passa pelo esôfago
  • Recusa em alimentar-se
  • Chiado no peito, apnéia e  pneumonia aspirativa em casos graves

Alguns cuidados para evitar o refluxo

  • Elevar a cabeceira do berço
  • Fracionar a alimentação para que a criança não venha ingerir grandes quantidades de alimentos
  • Colocar a criança para arrotar após ingestão de alimentos
  • Em alguns casos e raramente é necessário intervenção cirúrgica para a correção do problema no esfíncter esofágico inferior
  • A prescrição de medicamentos as vezes é necessária, ela deve ser feita com a supervisão do médico