Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Nutrindo melhor seus filhos em 2013

Mal começou o ano de 2013 e nós, pais e mães, já devemos ter em mente uma grande preocupação: como melhor cuidaremos da nutrição de nossos filhos? Sim, as festas já passaram então agora é hora de voltar à preocupação quanto à alimentação das crianças.

Nutrir bem seus filhos depende não somente de seu desejo, mas também do seu empenho e criatividade – e você precisará de muita criatividade, pois é preciso convencer os pequenos sobre a importância de uma alimentação mais saudável em todos os seus aspectos.

E se você está tentando incentivar o seu filho a ter uma melhor nutrição, uma das coisas mais eficazes que você pode fazer é dar um bom exemplo. As crianças imitam seus pais. Quanto maior a variedade de alimentos que você come, mais seu filho vai estar disposto a experimentar novos alimentos também.

Não importa a idade de seus filhos, a nutrição é importante para um corpo saudável. Quando seus filhos estão crescendo, a nutrição é especialmente significativa para o seu crescimento e desenvolvimento do corpo. E se você for um modelo para o tipo de hábitos alimentares que você quer que seu filho desenvolva, será muito mais fácil para eles saberem como proceder. Se você espera que o seu filho coma cereais integrais e legumes em suas refeições, coma-os em sua refeição também. Se o seu filho vê que você gosta de comer alimentos saudáveis, as chances de que eles façam isso também são maiores.

A boa nutrição começa em casa. Se você ensinar as crianças como comer corretamente e apresentá-los a alimentos saudáveis ​​desde cedo, eles estarão mais propensos a crescer desfrutando de uma maior variedade de alimentos saudáveis. A nutrição adequada também leva a melhores escolhas alimentares a longo prazo e menor risco de obesidade.

E boas decisões nutricionais derivam do bom ensino em casa no estágio inicial. Certifique-se de que seus filhos compreendem que água, leite e sucos caseiros são opções melhores do que refrigerantes e sucos industrializados. Ensine-lhes sobre o que seus corpos precisam de modo que à medida que crescem, as suas decisões nutricionais sejam sempre baseadas nisso.

Você pode ser muito criativo com alimentos e sem seus filhos nem vão perceber o que estão comendo. Por exemplo, quanto ao clássico problema das crianças que não gostam de comer verduras ou frutas. Você pode servir-lhes uma salada de frutas que, por ter um sabor bem doce, geralmente é bem aceita pelas crianças. Você também pode utilizar-se de receitas caseiras que empreguem bastante frutas. Quanto às verduras e legumes, talvez você possa negociar com seus filhos, convencendo-os a comerem suas verduras em troca de um prêmio, como o passeio no parque, por exemplo.

Obter os resultados que desejamos a partir de uma boa nutrição pode tomar algum tempo. Entretanto, os efeitos de nossas escolhas alimentares ruins tomam muito mais tempo para serem corrigidos! Se você seguir essas dicas e trabalhar uma melhor nutrição para seus filhos, com certeza eles lhe agradecerão no futuro!