Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Falta de apetite em crianças

A falta de apetite em crianças é uma queixa frequente principalmente entre mães de crianças entre 1 a 6 anos de idade, é muito comum que os pais se sintam responsáveis pela alimentação do filho e esta preocupação excessiva com a alimentação da criança pode gerar ansiedade em torno da mesma agravando ainda mais o problema.

As preocupações dos pais giram em torno das pequenas quantidades de alimento ingerida ou até mesmo da recusa em se alimentar e da preferência por lanches considerados não saudáveis. O mais importante para os pais não é reconhecer o problema e simplesmente obrigar a criança a comer, mas sim procurar entender as causas do problema e buscar a melhor forma possível de resolver a situação que interfere totalmente na vida da criança.

Causas para a falta de apetite em crianças

  • Fisiológica: Neste caso a falta de apetite é considerada normal e faz parte do desenvolvimento da criança, as chamadas “fases”. Cada criança pode reagir de uma maneira diferente na inapetência fisiológica, algumas selecionam tipos de alimentos e exigem os mesmos todos os dias, outras comem bem alguns dias e em outros não comem quase nada, outras crianças aumentam a quantidade de alimentos de acordo com o decorrer do dia (dessa forma quase não querem tomar café da manhã, almoçam muito pouco e no entanto janta bem), já outras comem muito pouco em todas as refeições ou não aceitam uma das refeições.
  • Comportamental: É quando a falta de apetite fisiológica é potencializada pelos pais. Dessa forma, o que era para ser uma fase torna-se um problema sério para os pais. Na inapetência comportamental a criança é obrigada a comer e as refeições se tornam momentos desagradáveis para a criança, outro fato que pode ocorrer é que a mãe oferece uma grande quantidade de comida para a criança e exige que a mesma coma todo o alimento. Nestes casos a inapetência pode se tornar um problema duradouro pois a criança pode utilizar da falta de apetite para chamar a atenção dos pais.
  • Problemas de saúde: A falta de apetite gerada por problemas de saúde é comum quando as crianças estão doentes e tem o seu apetite reduzido. Após a recuperação do estado de saúde o apetite da criança volta ao normal.

Não se deve deixar de considerar as escolhas da criança, no entanto os alimentos novos e rejeitados pela criança também devem sempre ser fornecidos. Deve-se evitar que a criança abuse das guloseimas, salgadinhos, refrigerantes e outros alimentos que não sejam considerados saudáveis.

É importante lembrar que na maioria dos casos de falta de apetite em crianças é comum que a criança apresente desenvolvimento e estatura considerados adequados para a idade, sendo assim não há motivo para se preocupar na recusa alimentar por parte das crianças. Por isso é importante que a criança seja acompanhada por um pediatra que irá verificar se o desenvolvimento da mesma é considerado satisfatório além de poder também intervir com algum suplemento alimentar quando for necessário. Lembre-se que mesmo quando a criança apresenta falta de apetite não se deve oferecer suplementos alimentares sem a recomendação de médico ou nutricionista.