Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Construindo um plano alimentar para seu filho

As crianças têm necessidades nutricionais que não podem ser comparadas com as necessidades dos adultos. Embora possa ser verdade que ambas as categorias podem se beneficiar de uma boa dieta, as crianças são especialmente sensíveis a mudanças na composição da dieta, e é de responsabilidade dos seus responsáveis conseguir transmitir uma boa dieta para os mesmos.

É importante que a criança realize grandes refeições intercaladas por pequenos lanches durante o dia. Quando os pequenos ficam muito tempo sem comer, eles podem consumir uma grande quantidade de alimentos na próxima refeição. Além disso, para conseguir obter todas as vitaminas e minerais necessários ao crescimento é preciso que a criança consuma diversos tipos de alimentos que só podem ser obtidos através de várias refeições ao dia. É importante ficar atento ao volume das refeições que a criança faz, por exemplo não adianta fornecer um lanche muito farto a criança, pois ela não sentirá fome no almoço. Os lanches realizados pelas crianças devem ser leves e de preferência compostos por frutas.

Não adianta oferecer a criança sempre os mesmos alimentos. A variedade é fundamental para uma alimentação saudável e para despertar o paladar da criança. A infância é uma fase em que diversos tipos de alimentos devem ser oferecidos a criança para que mais tarde ela possa fazer suas próprias escolhas. Em se tratando de escolhas alimentares futuras, é importante certificar-se de apresentar opções de alimentos saudáveis. Os carboidratos, proteínas, lipídios, vitaminas, minerais e fibras só poderão ser obtidos em proporções adequadas, através de uma alimentação variada.

Os legumes e verduras são itens que devem estar sempre presentes na alimentação infantil. Muitas crianças apresentam resistência em consumir esses alimentos, e se o consumo deles não for incentivado durante a infância, dificilmente ao se tornar adulto o indivíduo irá consumi-los. Além disso, os legumes e verduras são responsáveis pelo fornecimento de vitaminas, minerais e fibras que são essenciais ao bom desenvolvimento infantil.

Não adianta os pais desejarem que os filhos tenham uma alimentação saudável quando eles próprios não tem. O incentivo para um bom estilo de vida deve partir principalmente das pessoas que cercam a criança, pois elas costumam copiar os hábitos dos pais não só na alimentação mas em diversos aspectos de suas vidas, sendo assim os pais e pessoas próximas devem se comportar como referência positiva para as mesmas.

Muitas pessoas que sabem que os filhos não consomem legumes na medida certa, costumam oferecer suplementos vitamínicos para eles. Isso não é uma prática errada, desde que seja orientada por um nutricionista, no entanto é importante que vitaminas e minerais sejam obtidos através da dieta, pois se torna inviável passar toda a vida fazendo uso de suplementos vitamínicos.

O paladar infantil é tendencioso a preferir alimentos doces e gordurosos como balas, salgadinhos, refrigerantes entre outros itens. Nesse caso, a criança deve aos poucos ser conscientizada que esses alimentos não são saudáveis e portanto devem ser consumidos de vez em quando. Proibir esses alimentos por completo nem sempre é uma boa opção, pois por serem proibidos a criança pode ficar com mais desejo de consumi-los.

Algumas crianças, principalmente as maiores, querem muitas vezes escolher o que irão comer. Nesse caso é preciso estabelecer um limite e antes de tudo não levá-las ao supermercado. Muitas dessas crianças costumam colocar no carrinho de compras diversos itens que são de sua preferência como balas, refrigerantes, salgadinhos, entre outros alimentos com alto teor de açúcar e gordura. Esse hábito deve ser eliminado da vida dessas crianças e os pais e responsáveis é que devem determinar o que será consumido por elas, e não o contrário.

Construir um plano alimentar para o seu filho pode ser um passo decisivo no combate a obesidade infantil. Além disso, bons hábitos alimentares na infância são fundamentais para que no futuro a criança se torne um adulto saudável e consciente de suas escolhas alimentares. Cuidar da alimentação da criança é uma forma de demonstrar a preocupação e o amor que sentimos por elas, pois a alimentação é decisiva na qualidade de vida das mesmas.