Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Peso na gravidez

Há um tempo atrás, as mulheres que engravidavam ouviam que tinham que comer muito bem, comer por dois. E essa crença faziam com que as grávidas engordassem além da conta, prejudicando o bebê e a ela mesma.

Primeiras semanas de gravidez

Nas semanas iniciais da gravidez, os obstetras pedem às mulheres para manterem a alimentação normalmente, do mesmo jeito que tinham antes de ficarem grávidas. Lá na décima terceira semana, o nutricionista indica que a gestante acrescente mais calorias a sua dieta, que devem ser mantidas até o final da gravidez. O melhor caminho para as gestantes é seguir uma dieta diversificada, com todos os grupos de alimentos, o que faz a mãe e a criança ficarem mais fortes e muito saudáveis.

Mudanças no corpo da mulher no período da gravidez

A mulher grávida sofre muitas mudanças de vida durante a gestação, principalmente na sua forma física, que muda muito durante a gravidez, por causa do aumento de peso. A mulher grávida deve ganhar peso de forma controlada, para evitar complicações na gravidez, como por exemplo, a pressão alta. Uma das complicações mais comuns da gravidez é o diabetes gestacional, que ocorre por causa do ganho de peso muito alto da mulher.

Para não passar por esse tipo de complicação, a grávida deve ter uma alimentação controlada e balanceada; além da prática moderada de atividade física, que beneficia mãe e criança.

Alimentação para a grávida

Os médicos indicam que as grávidas comam pequenas refeições ao dia, ao invés de três grandes, com intervalo médio de três a quatro horas, no máximo; comendo boas quantidades de alimentos com fibras e beber muito líquido. As grávidas devem evitar os alimentos muito gordurosos, enlatados, massas e industrializados. A recomendação para as mulheres em relação a quantidade de peso que ela deve ganhar, varia de acordo com o peso anterior a gestação.

Por que a mulher ganha peso durante a gravidez

A mulher engordar durante a gestação é uma situação normal, pois seu corpo se modifica para que o bebê possa se desenvolver corretamente no corpo da mãe. Os principais responsáveis pelo ganho de peso da mulher são:

– Quanto mais a gravidez avança, os músculos uterinos da mulher aumentam, para suportar sem problemas a gravidez;

– A placenta da mulher passa a pesar aproximadamente 600g a mais, no fim da gestação;

– O volume do sangue também aumenta na gestação, pesando 1,2Kg a mais;

– Os seios da mulher também ficam maiores, chegando a 400g a mais;

– O acúmulo de líquidos no corpo feminino é de cerca de 2,5Kg.

– Para amamentar a criança depois do parto, o corpo acumula cerca de dois quilos e meio.

O IMC (Índice de Massa Corporal) da mulher varia durante a gravidez, mas caso a mulher seja eutrófica, deve ficar na faixa normal até o fim da gravidez; para que não haja complicações para a mãe e o bebê.

Mulheres grávidas com sobrepeso

As grávidas que já estão acima do peso no início da gestação, devem ganhar o mínimo possível de peso até o final da gravidez; justamente porque esse sobrepeso traz riscos a mãe e a criança, como o diabetes e a pressão alta.

Mas, ainda assim, os especialistas não recomendam que as gestantes obesas façam dietas para emagrecer; isso porque na gestação, a pouca ingestão de comida não reduz os riscos das complicações na gravidez de uma mulher acima do peso. O mais recomendado é seguir uma boa alimentação, sem exageros, para não engordar além da conta e evitar os alimentos industrializados e doces.

Controle do ganho de peso durante a gravidez

Os nutricionistas indicam para as gestantes eutróficas uma ingestão de cerca de 2.500 calorias ao dia, para facilitar o controle do peso. E essas calorias podem ser atingidas sem a necessidade de excluir nenhum tipo de alimento, desde que tudo seja consumido com bom senso.

E aproximadamente 250 calorias, dessas 2500 devem vir de proteínas de alta qualidade, como as advindas dos peixes, aves e ovos. Trinta e cinco por cento das calorias consumidas devem vir dos derivados do leite, como iogurte, queijo e manteiga; Já os carboidratos como os pães, arroz, feijão e macarrão devem responder por 55% do consumo total de calorias.

Aliado a uma dieta saudável, é importante que a gestante também pratique atividades físicas leves. O acompanhamento de um educador físico é de fundamental importância para que a gestante possa praticar a atividade física de maneira correta.