Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Pressão Arterial

Todas as pessoas já ouviram em algum momento da vida quando vão a uma consulta médica, profissionais da área de saúde, dizerem ao verificarem a pressão arterial que ela está muito boa, pois está marcando doze por oito, por exemplo.

A maioria dos indivíduos não fazem idéia do que isso significa e apenas repetem o que ouvem dos médicos. O conceito de pressão arterial pode ser definido pelo bombeamento do sangue arterial pelo coração, que leva os nutrientes para os tecidos do corpo humano, fazendo com que o fluxo sanguíneo exerça uma pressão sobre a as paredes das artérias.

É a esse processo que se dá o nome de pressão arterial. Todos os indivíduos portanto possuem pressão arterial, cuja máxima ideal é doze e a mínima é oito. Esse números são medidos por um aparelho específico para registrar a mínima e a máxima pressão arterial, que é denominado de esfigmomanômetro.

Como Funciona o Aparelho de Pressão Arterial

O aparelho que serve para verificar a pressão arterial dos indivíduos, conhecido como esfigmomanômetro, funciona da seguinte maneira. O número com valor mais alto que representa a máxima, representa o pico da pressão do sangue que é obtida dentro dos vasos enquanto o coração está fazendo um processo de contração, também é conhecida como pressão sistólica.

Já a mínima registrada, também conhecida como pressão diastólica, corresponde a pressão final registrada quando há o coração já está relaxado. Ficou convencionado utilizar a unidade de milímetros de mercúrio para medir a pressão arterial, no entanto na linguagem popular, frequentemente essa unidade é omitida, quando é registrada a pressão e simplesmente as pessoas dizem os números correspondentes à máxima e a mínima como doze por oito, por exemplo.

Quando Ocorre a Pressão Alta

Quando há um estreitamento nas artérias, o coração bombeia o sangue com mais intensidade, para que ele possa percorrer os vasos chegando até aos tecidos. Quando esse processo ocorre a pressão arterial fica frequentemente com seu valor mais alto, resultando numa sobrecarga no músculo do coração.

Se atingir permanentemente, o valor de quatorze como máxima e nove na mínima, já pode ser considerada como pressão altaou hipertensão arterial.

Problema Controlado

A pressão alta ou hipertensão arterial, como é clinicamente conhecida, ainda não possui cura, mas pode ser controlada com medicações específicas e a adoção de um padrão de vida mais equilibrado com hábitos que promovam a saúde, como por exemplo: evitar o tabagismo, reduzir a ingestão de bebidas alcoólicas e do sal, fazer atividades físicas para conseguir o emagrecimento corporal, etc.

No entanto, os especialistas no tema ressaltam que há exceções em alguns tipos de hipertensão arterial, que podem ser causadas por determinadas complicações, como problemas nas glândulas endócrinas ou nos rins, no entanto, a maioria dos casos de pressão alta ainda não têm uma causa conhecida.

Há também indícios de hereditariedade como fator de risco, pois foi observado que os filhos de pais com pressão alta, apresentavam uma maior probabilidade de desenvolver a enfermidade. Na comunidade médica, a visão que se tem da hipertensão arterial, é que ela consiste numa complicação com várias e complexas causas, já que não resulta de somente um mecanismo, mas sim de uma série de fatores ainda desconhecidos para os profissionais da área de saúde.

Consequências da Pressão Arterial Alta

A hipertensão arterial é uma das enfermidades mais comuns no momento, na sociedade moderna. O perigo dela ficar sem um controle, por um longo período de tempo, são as complicações de saúde que ela pode trazer, como retinopatias, enfermidades cerebrovasculares, insuficiência renal e cardíaca, doença coronariana, enfermidades vasculares, entre outras, que são problemas que limitam a boa qualidade de vida do indivíduo hipertenso.

De acordo com dados estatísticos, o AVC (Acidente Vascular Cerebral), é a enfermidade que está mais associada ao número de óbitos em todo o mundo. A hipertensão arterial é normalmente relacionada com pessoas mais velhas, no entanto o problema pode afetar jovens, e até mesmo crianças, numa proporção menor.

O que caracteriza a hipertensão arterial é ofato de ser uma doença com várias causas e que devido a esse situação tem causado vários óbitos ou proporcionando uma má qualidadede vida ao indivíduo.

No entanto, se a pessoa conseguir mantê-la sob controle os riscos diminuem muito e ela não interfere de maneira tão perniciosa na vida do paciente hipertenso. Por isso, se houver algum sintoma, o especialista deve ser consultado imediatamente, para proporcionar o tratamento adequado.

Por Salete Dias