Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

O papel da educação nutricional

Muitos estudos científicos têm demonstrado que os hábitos alimentares são estabelecidos no início do ciclo de vida do bebê e tendem a ser levados até a idade adulta. Como resultado, a comida que as crianças consomem no momento atual, sem dúvida, irá influenciar em seu estado de saúde no futuro.

Fazer escolhas alimentares com boas orientações é parte integrante do crescimento normal de uma criança e de seu desenvolvimento. Várias pesquisas vêm demonstrando que hábitos alimentares saudáveis desenvolvidos desde cedo na vida vai incentivar a alimentação saudável no um adulto. Por isso, nesse artigo veremos como é importante o papel da educação nutricional para as pessoas.

Importância da alimentação adequada nas crianças

A ligação entre dieta alimentar e doenças crônicas tem sido reconhecida através de pesquisas cientificas, e como resultado, a educação nutricional tem se tornado uma parte necessária e importante para o desenvolvimento cognitivo, da saúde e bem-estar dos indivíduos.

Embora a maioria das crianças tenha acesso a uma fonte de alimentação adequada há preocupações sobre o equilíbrio e adequação de sua ingestão de alimentos em geral, principalmente nos países do terceiro mundo.

Em contrapartida, nos países desenvolvidos há uma enorme variedade de alimentos disponíveis o que pode tornar muito difícil para as pessoas fazerem as escolhas alimentares adequadas. As doenças relacionadas ao sedentarismo e ao excesso de consumo de alimentos são as causas de várias enfermidades entre elas, alguns tipos de câncer, doença cardíaca coronária, hipertensão e diabetes mellitus. Além destes, a obesidade atingiu proporções epidêmicas no mundo ocidental.

Estima-se que 20% das crianças estão com sobrepeso ou obesas e que, entre 1985 e 1997, o número de crianças em idade escolar que são obesas aumentou três vezes mais, enquanto aqueles com excesso de peso dobraram. No entanto, também deve ser enfatizado que os nutricionistas e outros profissionais de saúde, além dos professores precisam tratar esse problema com cuidado.

Educação Nutricional

Como as relações entre dieta, saúde e prevenção de doenças tornaram-se mais clara, a educação nutricional e a promoção de comportamentos alimentares saudáveis e estilos de vida continuam a receber maior atenção por parte dos países.

Em seu sentido mais amplo, a educação nutricional poderia ser definida como qualquer combinação de estratégias de educação para facilitar a adoção voluntária de opções por determinados alimentos e comportamentos alimentares relacionados à saúde e bem-estar dos indivíduos.

Essa educação envolve atividades em que a pessoa, a comunidade e os órgãos públicos reconhecem que o comportamento alimentar é influenciado por muitos fatores, e por isso uma educação nutricional bem sucedida usará uma abordagem sistemática e estratégias que incluam uma variedade de ações para ajudar os indivíduos a promoverem as mudanças dos seus hábitos alimentares. Isto inclui facilitar a capacidade dos consumidores para agir, colaborando com a educação e com o aconselhamento nutricional.

Um dos segredos para uma educação nutricional eficaz é o aconselhamento de adolescentes através da compreensão do desenvolvimento do jovem psicossocial normal. Os adolescentes estão se esforçando para alcançar a independência, mas ainda são altamente influenciados pelas crenças e comportamentos dos colegas.

Eles estão desenvolvendo suas habilidades de raciocínio abstrato, no entanto, podem reverter para as habilidades cognitivas mais concretas quando confrontados com novos desafios ou perceber situações estressantes. Esses aspectos do desenvolvimento do adolescente precisam ser integrados em toda a educação nutricional, e a orientação, pode ocorrer em uma aula de alimentação, ou em sessões de aconselhamento individual.

A capacidade de pensamento abstrato associado com o meio de mudança psicossocial na adolescência oferece desafios e oportunidades para os profissionais de saúde na prestação da educação nutricional. A adolescência é um momento oportuno para treinar os alunos para avaliar a sua própria alimentação e o comportamento alimentar, e definir metas para uma mudança em sua dieta.

Considerações gerais para a educação nutricional

A educação nutricional deve envolver o ensinamento ao individuo sobre a importância da nutrição, fornecendo sempre que possível os materiais educativos que reforcem as mensagens sobre alimentação saudável, o ensino de habilidades essenciais para fazer a mudança de dieta, fornecendo informações sobre como sustentar a mudança de comportamento adotado.

Antes de iniciar o processo de educação, é preciso avaliar o que o indivíduo já sabe sobre nutrição, se eles estão prontos a adotar novos comportamentos alimentares, ou se haverá problemas que precisem ser abordados a fim de facilitar o processo de educação nutricional.

A motivação para fazer mudanças nos hábitos alimentares pode ser facilmente avaliada pelos educadores e, uma vez que a avaliação de uma pessoa para fazer essa alteração no comportamento alimentar for positiva, os educadores devem então, determinar qual o melhor curso de ação dentro da educação nutricional.

Por Salete Dias