Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

O fósforo

De extrema importância para o organismo dos seres vivos, o fósforo é extremamente abundante nos tecidos do corpo humano só perdendo para o cálcio que é a substancia que está mais presente no tecidos que formam os órgãos humano. As várias funções do fósforo no organismo incluem: o fósforo está presente nas membranas das células; faz parte da estrutura de dentes e ossos do indivíduo; o RNA e o DNA  apresentam sua base em éster de fosfato.

O fósforo tem uma participação significativa no processo metabólico de glicídeos; tem um atuação na contração dos músculos do corpo humano e a principal corrente de energia no organismo das pessoas possui uma ligação com uma alta energia de fosfato.

Vale ressaltar que o fósforo é um nutriente de origem mineral que é encontrado tanto em alimentos de origem animal quanto m alimentos de origem vegetal, sendo que com uma prevalência maior nos originados de animais, como carne bovina por exemplo.

Principais fontes de fósforo

De acordo com especialistas a principal fonte de fósforo em cerca de mais de cinquenta por cento  provém dos laticínios, aves, peixes, ovos e carne de boi. Para os que não consomem carne animal as outras opções de alimento à base de fósforo são as frutas, os cereais, as leguminosas, o café e chás em geral.

Sua absorção pelo corpo humano é bem fácil  com um percentual de setenta por cento de todos os elementos existentes nos alimentos consumidos pelos indivíduos. Vale ressaltar que para as pessoas que consomem muita carne pode haver um risco pelo excesso da ingestão.

Problemas de saúde ligados à carência ou excesso de fósforo

De acordo com especialistas na área de nutrição e nutrologia  a excreção do fósforo do organismo humano é feito pela função renal. O fósforo do mesmo modo que o cálcio tem uma importância relevante  na formação da arcada dentaria da pessoa e na formação de seu esqueleto.

Pela sua  intervenção nas  reações químicas participa também da liberação de energia , além de integrar as estruturas dos ácidos nucléicos DNA e RNA. No período de desenvolvimento ou crescimento  assim como no caso do cálcio há um evidente aumento da absorção de fósforo pelo organismo dos seres humanos.

Outras fases em que esse aumento ocorre é na adolescência, na lactação e na alimentação das mulheres gestantes onde o consumo de alimentos ricos em ferro é altamente recomendável pelos especialistas. Entretanto, se houver déficit de fósforo no corpo do indivíduo poderá ocorrer dores no esqueleto ósseo, debilidade nos músculos em geral e ainda falta de apetite.

Em casos de excesso de fósforo pode ocorrer dores nos ossos, acidose metabólica, miopatias, hipertensão, pseudofraturas, resistência à insulina, parestesias  de extremidades, confusão mental e em casos mais graves os cristais de fosfato podem causar um obstrução nas artérias ocasionando derrames, má circulação do sangue, arteriosclerose e ataque no coração.

Diferenciação do fósforo para outros nutrientes

De acordo com especialistas e pesquisadores, o fósforo é o único macronutriente que não se encontra presente o ar atmosférico, somente  nas rochas em sua forma sólida. Quando ele se mineraliza é absorvido pelas plantas através de suas raízes e se junta à cadeia trófica dos que o consome, retornando depois ao solo através dos excrementos ou do corpo humano em decomposição quando há a morte. A partir  daí ele é transportado pelas correntezas da água para iniciar um novo ciclo.

Por Salete Dias