Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Imagem corporal

A imagem corporal consiste na forma que nos apresentamos para o mundo, por mais que essa imagem seja algo superficial que apenas dita a aparência, ela sem dúvida é uma forma de comunicação. A imagem corporal consegue expor muito da personalidade do indivíduo, seja pelas vestimentas, atitudes, vocabulário, estética entre outros aspectos que conseguem representar o que as pessoas pensam através da aparência física. A percepção de imagem corporal ocorre ainda na infância quando por volta dos dois anos de idade a criança consegue perceber sua imagem refletida em um espelho, com o passar do tempo a criança vai percebendo como as outras pessoas vêem sua aparência, e ainda na infância, conseguem associar a sua aparência com aquilo que as pessoas acham atraente, dessa forma alguns pequenos escolhem até mesmo como se vestir e cortar o cabelo, por exemplo.

O convívio social e até mesmo os familiares despertam cedo na criança o desejo de ter sempre um corpo magro, estudos comprovam que garotas a partir de sete anos já podem apresentar recusa alimentar associada a insatisfação corporal. Durante a adolescência a cobrança com a imagem corporal é sem dúvida maior, a estética está muitas vezes associada a problemas de convívio social e ao tão conhecido bullying, por esse motivos, os adolescentes procuram manter-se dentro dos padrões de beleza impostos pela sociedade. Durante a vida adulta, a manutenção da imagem corporal também é algo importante, no entanto por já possuir uma mentalidade formada, os adultos sofrem menos que os adolescentes e as crianças que buscam uma imagem corporal ideal.

Problemas associados a insatisfação corporal

  • Diversos problemas que variam dos simples aos mais graves estão associados a essa questão. O ideal de magreza promovido pela mídia influencia no comportamento alimentar de muitos indivíduos principalmente das mulheres; e as “dietas malucas”, cada vez mais incentivadas também pela mídia, são colocadas em prática frequentemente. Para alcançar o objetivo de magreza muitas pessoas adotam uma dieta restritiva onde exclui nutrientes importantes como carboidratos e gorduras. Em casos de crianças e adolescentes o risco dessas dietas são ainda maiores, já que eles se encontram em fase de crescimento.
  • A anorexia e bulimia são problemas que estão relacionados com a insatisfação corporal, esses problemas são acima de tudo de ordem psicológica e o tratamento dos mesmos é fundamental para evitar desfechos fatais. A anorexia e a bulimia são distúrbios distintos, o primeiro está relacionado a um distúrbio alimentar que causa perda de peso no indivíduo que apesar de já está magro, acredita que precisa emagrecer cada vez mais. Já a bulimia é caracterizada por períodos de extrema compulsão alimentar seguido por períodos de hábitos considerados danosos ao organismo como induzir o vômito, abusar do uso de laxantes e praticar dietas que não são adequadas.
  • Outro problema comumente encontrado em pessoas que desejam emagrecer a todo custo ou obter uma estrutura corporal bem definida é a síndrome do excesso de atividade física conhecida como overtraining, como o próprio nome já diz trata-se do excesso de atividade física que apesar de ser realizada com o objetivo de manter a saúde, causa nos indivíduos um efeito contrário. Esse problema é considerado de diagnóstico difícil porque muitas vezes o indivíduo confunde os sintomas (insônia, dores musculares, irritabilidade, pressão arterial elevada, ausência de menstruação) com o de outras doenças.

Pode-se perceber que os problemas relacionados com a insatisfação da imagem corporal provoca severos danos à saúde e por isso essa insatisfação não deve ser incentivada. É importante encorajar os indivíduos a manterem-se dentro do seu peso considerado ideal, com o objetivo de combater doenças como a obesidade, hipertensão, diabetes, problemas cardíacos entre outras doenças. No entanto, a magreza excessiva bem como o padrão de imagem corporal devem ser evitados, pois esses fatores contribuem para o agravamento dos  problemas relacionados a insatisfação da imagem corporal, além disso cada indivíduo apresenta sua individualidade no que diz respeito ao biotipo apresentado, e essa individualidade deve ser sempre preservada.