Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Fórmulas infantis, quando não se pode amamentar.

Várias são as vantagens do aleitamento materno exclusivo durante os seis primeiros meses de vida da criança. Benefícios quanto ao custo, ao risco de contaminação, redução de infecções além de uma maior interação mãe e filho são proporcionados pela amamentação. Porém mediante alguns fatores como: mãe portadora do vírus HIV, utilização de medicamentos que interferem no processo de amamentação ou por qualquer outro fator que impeça a mãe de amamentar; faz-se necessário a intervenção de fórmulas infantis que possuem composição mais semelhante ao leite materno quando comparado ao leite de vaca.

O leite de vaca não é recomendado nos primeiros meses de vida da criança, mediante uma série de alterações e riscos à saúde do bebê; dessa forma as fórmulas infantis, que simulam o leite materno, são introduzidas quando não se é possível amamentar.

Ao oferecer determinada fórmula infantil à criança, deve-se levar em consideração fatores como idade da criança ( fórmulas de partida: são direcionadas ao primeiro semestre / fórmulas sequenciais: segundo semestre), estado de saúde assim como o custo benefício.

Tipos de fórmulas:

Fórmulas à base de soja

Esta fórmula é recomendada para recém nascidos que apresentam intolerância a lactose, ela é preparada com grãos de soja, com a adição de vitaminas e minerais.

Fórmulas à base de leite de vaca modificado

As fórmulas mais encontradas e utilizadas são aquelas à base de leite de vaca modificad, elas costumam ser o alimento oferecido a crianças sadias e que não desenvolvem um processo alérgico. O leite de vaca é pobre em ferro, vitamina C e outros nutrientes essenciais para o bom desenvolvimento da criança, desta forma faz-se necessário alterá-lo na tentativa de torná-lo mais próximo possível do leite humano.

Fórmulas especiais

São fórmulas destinadas a crianças que apresentam alguma enfermidade, ou resistência as fórmulas a base de leite de soja ou de vaca.

É importante lembrar que nenhuma destas fórmulas substituem os benefícios do leite materno, além do que nem todos os nutrientes presentes nestas fórmulas, principalmente o cálcio, são bem aproveitados pelo bebê. Sendo assim todas as fórmulas devem ser prescritas pelo médico ou nutricionista levando em conta a aceitação por parte da criança.