Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Estratégia para bons hábitos alimentares

Cada pessoa desenvolve seus próprios hábitos alimentares ao longo da vida – começamos a desenvolvê-los desde os nossos primeiros meses de vida. E não basta somente a oferta de uma alimentação saudável para que a sigamos – a educação e cultura oferecida para cada pessoa também possui papel determinante na hora da formação de nossos hábitos.

Desta forma, pessoas que convivem com outras que possuem hábitos alimentares não muito bons estão mais sujeitas a desenvolverem também hábitos ruins. Em contrapartida, pessoas que são incentivadas a terem bons hábitos e que vêem em suas famílias e amigos exemplos de bons hábitos, provavelmente seguirão tal caminho.

Fica evidente também que não somente a família e amigos, mas toda a comunidade em que a pessoa está inserida, pode ter papel decisivo na adoção de bons hábitos. Isto é, mesmo que em casa cultive-se uma alimentação adequada, mas se na escola há uma lanchonete que oferece muitas frituras e guloseimas ou há muitas lanchonetes fast food em seu bairro, então há uma boa chance que a pessoa acabe por sucumbir às tentações – o que terá grandes consequências em sua vida, que só serão percebidas ao longo dos anos, o que torna muito difícil solucionar-se tal problema.

DICA: Se a escola de seus filhos não oferecem opções de lanches saudáveis e os professores não os orientam para a escolha dessas opções, você pode exigir isso, pois é um direito seu que seu filho tenha acesso a uma alimentação adequada também nas escolas!

A prevenção de muitos problemas de saúde começa pela adoção de hábitos alimentares mais saudáveis e acredito que (quase) todo mundo já sabe o que isso significa: maior consumo de fibras, ingestão de frutas e verduras, substituição de cereais refinados por cereais integrais, etc. Entretanto, se já sabemos disso, por que não o praticamos? Por que é tão difícil seguir uma rotina alimentar mais saudável?

Talvez o segredo esteja em desenvolver-se uma estratégia alimentar diferenciada, um processo de reeducação que não substitua bruscamente todo o seu cardápio, mas que ofereça a opção de modificá-lo gradualmente. Assim, fica muito mais fácil aceitar e adotar as novas opções de alimentos.

Além disso, é muito importante a persistência: é sempre difícil no início aderir à nova rotina, mas quando persistimos, perceberemos que, aos poucos, torna-se cada vez mais fácil segui-la, até o ponto em que ela passa a fazer parte de nossas vidas tacitamente, não sendo mais necessário um “esforço para segui-la”.

Sempre que possível, opte por alimentos enriquecidos com vitaminas e minerais que possam estar em deficiência em seu cardápio, assim, você pode reduzir tais carências e evitar problemas de saúde posteriores, como a desmineralização óssea, decorrente da deficiência de cálcio.

Bons hábitos alimentares inclui um almoço saudável

Na verdade quando o indivíduo apresenta hábitos alimentares saudáveis, ele realiza todas as refeições de uma forma saudável, entretanto iremos destacar o almoço como parte de uma boa alimentação.

Se você está preocupado com as suas refeições diárias e busca um almoço saudável para você e toda a sua família, não se preocupe: isso pode ser mais fácil do que você imagina.

Profissionais da área de Nutrição estão sempre pesquisando acerca dos alimentos, nutrientes e seus benefícios para o nosso organismo, de tal forma que basta seguirmos suas recomendações para conseguirmos desenvolver uma alimentação mais saudável. E há diversas ferramentas que podem nos ajudar, como a pirâmide alimentar, por exemplo!

A pirâmide alimentar trata-se de uma representação visual dos grupos alimentares e das quantidades de cada grupo que deveriam ser ingeridas diariamente. Seguindo tal pirâmide, você poderá escolher melhor o que irá compor o café da manhã, almoço, jantar e lanches e, assim, proporcionar um dia-a-dia com muito mais saúde para toda a sua família.

E para um almoço saudável, a recomendação é servir dois pratos, um prato de entrada, composto exclusivamente por vegetais, que são ricos em vitaminas, sais minerais e fibras alimentares, auxiliando assim e muito na manutenção do organismo saudável, e um segundo prato onde poderemos ter outros vegetais e a presença de alimentos fontes de proteínas, carboidratos e gorduras boas.

Não se deve esquecer, por exemplo, que a dupla arroz e feijão é de extrema importância para a mesa do brasileiro, pois são ricos em muitos nutrientes e apresentam um preço muito acessível a todos. Você pode incluir também sucos, como o suco de goiaba, que é rico em vitamina C, contribuindo para a resistência do sistema imunológico.

Já o consumo de açúcares, sal e gorduras deve ser bastante moderado, a fim de evitar principalmente doenças crônicas não-transmissíveis, como a obesidade, hipertensão arterial e outros problemas cardiovasculares. Aliás, é bom evitar alimentos que apresentem altos índices de colesterol, como o leite gordo e os seus derivados.

E por fim, não se esqueça que cada refeição do dia é muito importante: não adianta não tomar um café da manhã e comer excessivamente no almoço, pensando que isso o ajudará a controlar o seu peso. Pelo contrário, a falta de uma regularidade na ingestão de alimentos poderá levá-lo a engordar ainda mais!

Como ter uma dieta realmente nutritiva!

Quem já experimentou uma dieta realmente nutritiva por algum tempo já deve saber dos vários benefícios que a mesma pode lhe proporcionar. E não estamos falando somente em uma maior expectativa de vida, não, falamos de qualidade de vida mesmo, tendo mais energia e disposição para realizar suas tarefas diárias bem como para os momentos de lazer.

Entretanto, por mais que este seja um “assunto batido”, parece que as pessoas realmente não aprendem – ou não querem pôr em prática aquilo que aprenderam, preferindo simplesmente ignorar os bons conselhos que ouvem. Bem, não perdemos a esperança, e portanto, aqui iremos dá algumas dicas sobre como ter uma dieta realmente nutritiva!

Mais frutas e verduras em seu dia-a-dia

Ok, ok! Todo mundo está lhe dizendo que você precisa comer mais frutas e verduras, mas você realmente precisa? Algumas pessoas até mesmo dizem “sim, lembro de ter comido uma maça há dois ou três atrás”. Bem, essa não deveria ser a resposta de alguém que realmente se preocupa com a saúde! Você precisa ingerir frutas e verduras diariamente! O melhor a fazer é incluí-las no café da manhã ou no jantar, ou até mesmo como sobremesa, após um almoço, numa deliciosa salada de frutas.

Frutas e verduras são ricas em vitaminas e minerais, necessários para o bom funcionamento de nosso organismo, bem como em fibras alimentares, importantes para o funcionamento do intestino bem como para quem deseja perder peso, pois ajuda a reduzir a absorção de gordura em nosso organismo.

Jamais dispense os cereais integrais

E já que já estamos falando em vegetais e uma boa nutrição, não podemos deixar de falar dos cereais integrais. Muitos de nós consumimos cereais diariamente, mas geralmente são grãos bastante processados e pulverizados, o que os faz perder muito de seu valor nutritivo. Enquanto ainda não processados, no caso, os cereais integrais, fornece muito mais nutrientes ao seu organismo além das fibras.

Você pode adicionar à sua alimentação produtos preparados com cereais integrais, como certos biscoitos, pães, bolos e outros tipos de massas.

Beba bastante água ao longo do dia

A hidratação de nosso corpo é muito importante, pois sem a água diversas reações químicas necessárias em nossas células não acontecem de forma adequada, nosso corpo não consegue controlar adequadamente a temperatura corpórea e passamos a nos sentir bastante debilitados.

A quantidade de água que devemos ingerir varia de acordo com nossa idade e peso, mas para um adulo, geralmente fica em torno de 8 a 10 copos de água por dia.

Considerações finais

Esperamos que os pontos abordados neste artigo possam servir como base de estratégia para bons hábitos alimentares que sem dúvida contribuem para uma vida mais duradoura e saudável.