Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Distúrbios alimentares em jovens

Na sociedade atual a busca por um corpo perfeito e magro se tornou uma obsessão para muitas pessoas, principalmente para os jovens. Nesse contexto caótico em que os vários tipos de mídia tentam impor à sociedade um padrão de beleza e juventude como formas de se conseguir o sucesso profissional e afetivo, aqueles que não se enquadram nesses estereótipos tendem a sofrer uma pressão social muito grande para que mudem seu padrão corporal.

Essa mudança inclui para muitas pessoas que estão acima do peso, uma busca incessante por métodos de emagrecimento, às vezes extremos e inadequados, promovendo riscos à saúde orgânica dos indivíduos que se submetem a tal padrão de nutrição. Esse comportamento pode dar início a distúrbios alimentares sendo que a anorexia nervosa e bulimia se destacam, por serem transtornos que já afetam uma parcela significativa da população mundial.

Distúrbios alimentares em jovens

Para que as pessoas possam entender melhor o que ocorre quando um jovem se sente pressionado a mudar sua imagem para agradar ao grupo social a qual pertence é necessário entender também como surgem os distúrbios alimentares e de que modo eles podem afetar os seres humanos.

Várias pesquisas sobre saúde mental e comportamento alimentar foram realizadas ao longo dos anos e os pesquisadores chegaram a conclusão de que as pessoas que sofrem transtornos na alimentação, já apresentavam algumas atitudes que notavam de alguma maneira determinado tipo de desequilíbrio emocional.

Por exemplo, os jovens que desenvolveram distúrbios alimentares já apresentavam alguma crítica em relação a uma região especifica de seu corpo ou então uma insatisfação com o peso que possuíam, configurando em alguns casos, um claro indício de uma percepção corporal alterada e distorção da autoimagem,quadro clínico cientificamente denominado como dismorfia.

Desse modo, nas pessoas que desenvolveram anorexia ou bulimia já haveria certa predisposição a um desequilíbrio psíquico, de acordo com os pesquisadores que estudavam os distúrbios que afetavam a mente dos indivíduos.

Definição de anorexia nervosa e bulimia

Embora ambos os transtornos alimentares tragam graves prejuízos à saúde de seus portadores, existe uma diferença entre anorexia nervosa e bulimia. É necessário ressaltar antes de defini-los, que a pessoa antes de desenvolver esses distúrbios alimentares, tem o que os especialistas em saúde mental chamam de dismorfia corporal, ou transtorno dismórfico corporal, que pode ser definido quando há uma preocupação excessiva com alguma parte do corpo, levando esse indivíduo a um grande sofrimento psíquico, e prejuízo nos aspetos emocionais, sociais e profissionais, levando por vezes o paciente a um isolamento do grupo social do qual faz parte.

A partir daí, ocorre o aparecimento da anorexia nervosa e da bulimia. A primeira que já afeta um por cento da população mundial, sendo que a ocorrência é maior entre adolescentes na faixa etária de quatorze anos de idade, se caracteriza por uma perda de peso excessiva em virtude da não ingestão deliberada de alimentos, pelo receio de ter um aumento do peso corporal e engordar. Tal medo é resultado de uma alteração na percepção da imagem corporal que o paciente tem dele próprio.

Na anorexia nervosa  a pessoa avalia de maneira errônea a imagem de seu corpo quanto ao tamanho, peso e forma, resultando em um pavor de engordar, levando o paciente a fazer dietas alimentares inadequadas com privações de alimentos importantes ao organismo, além  do uso de laxantes ou diuréticos  que fragilizam ainda mais o corpo do anoréxico.

No caso da bulimia nervosa a pessoa tem episódios frequentes de ingestão de grande quantidade de alimentos calóricos compulsivamente em um período de intervalo de menos duas horas entre uma refeição e outra. Após a compulsão alimentar, a pessoa sente um grande sentimento de culpa e inicia um mecanismo de compensação que consiste em querer se livrar da comida ingerida a qualquer custo, provocando vômitos ou usando diuréticos ou laxantes.

Devido a esse comportamento, os indivíduos portadores de bulimia estão sempre com o peso corporal variado, devido as constantes perdas e ganhos de quilos. Em alguns casos foram descritos outros distúrbios de comportamento em pessoas bulímicas, como por exemplo, gastar compulsivamente, uso de drogas ou comportamento sexual promíscuo.

Considerações finais

Devido a grande pressão que os jovens na sociedade moderna sofrem para ter um corpo magro e esbelto, muitos deles acabam desenvolvendo distúrbios alimentares como anorexia nervosa e bulimia, que se não forem tratados por especialistas competentes, pode levar os indivíduos portadores do transtorno a óbito.

Por Salete Dias