Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Distorção da imagem corporal

Numa sociedade que cada vez mais privilegia o culto ao corpo belo em detrimento ao uso do intelecto para alcançar sucesso na vida profissional e amorosa, o número de pessoas que estão desenvolvendo um transtorno dismórfico corporal é cada vez maior.

Os fatores que levam o indivíduo a ter uma distorção da imagem corporal, além de seus possíveis sintomas e tratamento, são assuntos que serão abordado nesse artigo.

Entendendo como ocorre a distorção da imagem corporal

Como as pessoas se sentem sobre sua aparência é parte importante da imagem corporal e autoimagem. Muitas delas têm algum tipo de insatisfação com seus corpos físicos, e isso pode ficar mais evidente durante o período da adolescência, quando a aparência passa por várias mudanças.

Embora muitas pessoas não estejam satisfeitas com algum aspecto de sua aparência, essas preocupações normalmente não ocupam constantemente os seus pensamentos levando-as a um transtorno mental. Mas para algumas delas, a preocupação com a aparência pode ser tão excessiva a ponto de causar uma perturbação emocional.

Algumas pessoas se tornam tão obcecadas em uma perfeição corporal que imaginam que todos percebem os seus pequenos defeitos e não conseguem parar de pensar sobre sua aparência. Quando a pessoa fica constantemente preocupada ou aborrecida com as imperfeições de seu corpo, os especialistas dizem que ela esta sofrendo de um transtorno dismórfico corporal.

Sinais de alerta de distorção da imagem corporal

Há pessoas que insistem que estão obesas ou com sobrepeso quando os outros repetidamente dizem-lhe que elas não estão. Não importa quanto peso elas perderam, elas ainda vão sentir o corpo como imperfeito ou muito gordo.

Normalmente as pessoas com distorção da imagem corporal descrevem seu corpo de uma maneira muito diferente do que o outro vê. Elas têm dificuldade em aceitar elogios sobre como estão bem com seu próprio corpo. Em geral elas se sentem mais “acima do peso e feias”, nos dias em que estão mais aborrecidas.

É comum o indivíduo se sentir significativamente com mais gordura corporal de um dia apara outro, embora inconscientemente ele saiba que seu corpo não poderia ter mudado tão rapidamente durante a noite.

Outro sinal comum na distorção da imagem corporal é que a pessoa pode se sentir bem emocional e fisicamente durante parte do dia, mas se algo der errado em sua vida, ela reagirá subitamente se sentindo gorda ou pouco atraente.

Vale ressaltar que a maioria das pessoas distorce o tamanho do corpo, em certa medida. Visto que todas elas só podem olhar-se através de um espelho, porém elas nunca podem ver-se a partir da perspectiva do outro. No entanto, se a pessoa apresentar sintomas de distorção corporal essa preocupação com a visão do outro será constante.

Existem algumas pessoas que distorcem o tamanho do corpo, a tal ponto que o considera anormal. Por exemplo, um paciente anoréxico pode ver-se como obeso ao se olhar no espelho para o espanto dos outros que estão ao seu lado. Essa situação, sugere o extremo, mas normalmente quando a pessoa vê o tamanho do seu corpo significativamente diferente de como os outros veem, isto é uma indicação de um transtorno distorção da imagem corporal.

Características da distorção da imagem corporal

As pessoas que apresentam sinais de distorções de imagem anormais do corpo tendem a ser: pessoas com baixa autoestima; perfeccionistas; esportistas com as exigências de peso, tais como jóqueis ou lutadores; portadores de transtornos alimentares; pessoas que tiveram alguém muito importante em sua vida que continuamente as criticavam sobre as imperfeições de seu corpo.

Etapas para a recuperação de distorção da imagem corporal

Embora seja um processo difícil e demorado é possível fazer a distorção da imagem corporal em progressão se normalizar. Algumas etapas essenciais para atingir a recuperação seriam:

– Aceitação por parte da pessoa de que ela está distorcendo sua imagem com base na evidência do ponto de vista dos outros, que conseguem ver o corpo dela de maneira mais realista do que ela própria.

– Decisão da pessoa em confiar no mundo, nos outros, e mais em si mesma quando se tratar de alguma percepção de seu corpo.

– A partir dessa decisão, a pessoa deve começar a trabalhar em aceitar que, apesar dela percebe-se e sentir-se com alguma grande imperfeição corporal, não é verdade, porque os outros a sua volta não percebem seu pequeno defeito.

Vale ressaltar que quando a distorção da imagem corporal evolui para um transtorno dismórfico corporal, a pessoa terá de fazer um acompanhamento psicológico.

Por Salete Dias