Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Dieta DASH

A hipertensão arterial é um problema que atualmente afeta a grande maioria da população mundial. Vários estudos científicos vêm sendo realizados para verificar como a alimentação pode interferir de maneira benéfica, diminuindo a pressão. Dentre algumas dessas pesquisas surgiu a dieta DASH, que embora ainda não seja muito conhecida por grande parte das pessoas, é muito famosa na comunidade científica, principalmente entre os cientistas norte-americanos. A sigla DASH é uma abreviatura para Dietary Approach to Stop Hypertension, e significa exatamente quais as dietas que podem ser usadas para controlar a pressão alta.

Como surgiu a dieta DASH

A dieta Dash surgiu através de uma pesquisa norte-americana que mostrou que através de um planejamento alimentar específico com alimentos pobres em gorduras e colesterol pode-se obter uma melhora no controle da pressão sanguínea. Esse estudo científico incentivava aos participantes o consumo de verduras, legumes e frutas, peixes, aves e grãos integrais ao invés de produtos com grande adição de açúcar ou muito gordurosos. A dieta Dash também preconizava que uma nutrição baseada em magnésio, ferro e potássio também era extremamente benéfica para a saúde de uma maneira geral e em especial para reduzir a pressão arterial alta em indivíduos que apresentavam tendência a ter esse problema.

Pesquisas científicas realizadas

Os cientistas norte-americanos realizaram vários estudos científicos para comprovar a tese de que determinados alimentos se consumidos regularmente poderiam reduzir a hipertensão arterial.

Os pesquisadores chegaram à conclusão de que determinados tipos de comportamentos alimentares exerceriam um impacto positivo ou negativo na pressão arterial dos seres humanos, dependendo do valor nutricional da dieta consumida pelos indivíduos. Um exemplo relevante seria a ingestão de alguns nutrientes importantes como cálcio, magnésio ou potássio que estariam intimamente relacionados à diminuição da pressão arterial alta. Outros benefícios descobertos pelos cientistas nas pesquisas que foram realizadas foram que a dieta DASH ainda auxiliaria os indivíduos na perda do excesso de peso corporal e por consequência, diminuindo o perigo das pessoas virem a sofrer com complicações cardíacas e vasculares.

A importância da dieta Dash está nas orientações de extrema importância que é fornecida por ela aos portadores de pressão alta, no que diz respeito a uma nutrição adequada para o controle desse problema que se não for controlado, pode trazer consequências graves para os indivíduos.

Como utilizar de maneira adequada a dieta DASH

Depois de vários anos de pesquisas realizadas pelos cientistas norte-americanos, as pessoas que sofriam de pressão alta puderam contar com mais um aliado na luta contra esse problema que tanto aflige a maioria dos indivíduos. Atualmente a dieta Dash é utilizada pelos especialistas na área de endocrinologia ou nutrologia para tratar seus pacientes como um guia nutricional orientado exclusivamente para as pessoas portadoras de pressão alta, que seguindo uma dieta alimentar específica tem sua pressão arterial diminuída, reduzindo assim os riscos decorrentes desse problema que se não tratado de maneira adequada pode trazer complicações mais graves como transtornos cardíacos e vasculares.

A dieta Dash fornece os métodos necessários aos indivíduos que apresentam a necessidade de reduzir sua pressão arterial para que possam ter uma melhora na sua qualidade de vida. Essa dieta é composta por alimentos com pouca gordura saturada e total, e também pelo pouco consumo de carne vermelha, redução de alimentos com muita adição de açúcar, como doces, bolos, biscoitos recheados, e evitar os refrigerantes sempre que possível e diminuir o consumo de alimentos salgados. Em contrapartida, os alimentos que devem ser consumidos pelas pessoas que possuem o problema de hipertensão, são os seguintes: frutas, vegetais, legumes, grãos integrais, nozes, peixes. A dieta Dash oferecida aos pacientes portadores de pressão arterial alta deve ser composta por alimentos que sejam ricos em cálcio, potássio e magnésio.

Considerações finais

Apesar de ser um guia alimentar muito conhecido principalmente entre os cidadãos norte-americanos, a dieta Dash pode ser utilizada por todos aqueles que apresentam o problema de hipertensão, pois os alimentos nela sugeridos podem contribuir significativamente para a redução da pressão. O mais importante, contudo, é que a dieta Dash sinaliza a relevância da diminuição do sódio nos alimentos consumidos pelos seres humanos, para que eles consigam manter um parâmetro de pressão arterial pelo menos próximo à normalidade.

Por Salete Dias