Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Cuidados na alimentação do idoso

A terceira idade é uma fase da vida em que muitas vezes os indivíduos podem apresentar certos tipos de limitações, no entanto isso não reduz a importância de valorizar essa fase da vida bem como de respeitar os indivíduos em que nela estão. Os cuidados na alimentação do idoso são essenciais para que eles não venham apresentar deficiências alimentares bem como para que possam ter uma melhor qualidade de vida.

Alguns idosos não têm cuidadores, no entanto a maioria deles estão sob os cuidados de outras pessoas. É importante que essas pessoas tenham consciência da sua importância na vida do idoso e que portanto procurem desempenhar da melhor forma possível o seu papel como zelador de uma pessoa tão especial.

Antes de avaliar os cuidados na alimentação do idoso, é importante ressaltar que importantes alterações fisiológicas e metabólicas ocorrem a medida em que o indivíduo vai ficando mais velho, em geral o intestino tem sua motilidade reduzida o que pode causar constipação intestinal; pode ocorrer também perda de peso com redução de massa magra corporal; ocorre também uma redução da percepção do olfato e paladar o que pode representar uma recusa de alimentos; associado a isso, estão as alterações hormonais que ocorrem naturalmente no idoso.

Cuidados na alimentação do idoso

Assim como em todas as outras fases da vida, os idosos apresentam necessidades nutricionais específicas, portanto o que para um idoso é considerado saudável e ideal pode não ser para outro. É muito importante observar a presença de dentaduras ou té mesmo a falta de dentes que podem comprometer o processo de mastigação ou até mesmo fazer com que o idoso fique evitando se alimentar por medo de engasgos pela mastigação deficiente. A consistência dos alimentos pode sofrer alterações mediante as limitações sofridas pelo idoso, a fim de facilitar o processo de alimentação e digestão.

Outro ponto muito importante é que o cuidador do idoso seja paciente e solicito na hora de oferecer refeição. Deve-se ter paciência, pois muitas vezes os idosos mastigam de forma mais demorada e quando percebem que o cuidador está com pressa ou não está gostando da situação, eles passam a mastigar mais rápido e isso pode provocar engasgos ou maior resistência por parte deles na hora de aceitar os alimentos.

Uma alimentação saudável e variada é fundamental para que o idoso sinta prazer em se alimentar. Quando eles costumam comer sempre o mesmo tipo de refeição, com o passar do tempo eles passam a comer cada vez menos até chegar ao ponto de rejeitar totalmente aquele tipo de refeição. No caso de idosos que apresentam uma alimentação muito restritiva por conta de problemas de saúde, é importante que a família procure um nutricionista para que ele possa orientá-los como variar essa alimentação mesmo ela sendo muito restritiva.

O idoso deve se alimentar com toda a família ou com as pessoas que moram com ele, e não em horários e lugares isolados. Incentivar o  convívio dos idosos com o restante da família durante as refeições é extremamente importante para que a refeição não seja vista como algo obrigatório, mas sim como algo que pode trazer prazer e companhia de outras pessoas.

Quando o idoso não pode comprar o seu próprio alimento é importante que a pessoa que faz isso para ele, respeite suas preferências alimentares dentro daquilo que é permitido de acordo com a saúde que o idoso apresenta. O fato do idoso não poder ir ao supermercado para comprar o que ele realmente gosta de comer já é suficiente para que muitos fiquem depressivos, dessa forma o indivíduo responsável pela compra dos alimentos do idoso deve tentar atender ao máximo as preferências alimentares do mesmo.

A hidratação do idoso também é algo que deve sempre ser observado por quem convive com ele. A desidratação deve ser evitada, pois traz graves consequências a saúde do idoso bem como prejudica muito a sua motilidade gástrica.

Considerações finais

Todos esses cuidados com a alimentação do idoso citados acima, ficam fáceis de serem aplicados quando se tem amor e dedicação para com o idos em questão. É importante ressaltar que a terceira idade é uma fase da vida pela qual todas pessoas que ainda não estão nela irão passar pela mesma, caso não venham morrer antes disso. Quando o processo de alimentação e digestão é feito de forma correta e saudável no idoso, ele com certeza terá uma melhor qualidade de vida e consequentemente menos problemas de saúde.