Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Como evitar a compulsão por doces

O prazer proporcionado pelo açúcar é uma fonte  de estímulo para a ingestão de um elevado número de alimentos e o excesso desse carboidrato no organismo contribui para a obesidade e diabetes principalmente. Seja na forma de sobremesas, refrigerantes, sorvetes, balas, chocolates enfim na imensa variedade de alimentos em que o açúcar está presente o seu excesso deve ser evitado.

Bom, que ele deve ser evitado não é novidade. O que muitos não sabem é como fazer para evitar essa compulsão por doces. Esse desejo de estar sempre provando algo doce está ligado a fatores orgânicos e psicológicos aliado a sensação de prazer que o açúcar proporciona.

A família sem dúvida é um fator relevante nessa conpulsão visto que colabora desde a infância para o incentivo do consumo do açúcar como forma de recompensa. Por exemplo, quando a criança está bem comportada ela ganha uma bala, os dias de festas e as alegrias devem ser comemorados com refrigerantes; enfim, por esses e outros motivos o consumo de doces é sempre associado a alegrias e recompensas.

O consumo de frutas em vez de lanches açúcarados é uma boa dica para os amantes dos doces. É importante frizar que principalmente o consumo excessivo de chocolate pode está ligado a problemas depressivos e hormonais, é muito comum as pessoas afirmarem que quando comem chocolates sentem-se mais felizes, nesse caso é importante procurar um tratamento psicológico pois essa atitude pode levar a diversos problemas de sáude.

A prática de atividades físicas pode auxiliar no combate ao consumo do açúcar já que aumenta a serotonina. A ausência dessa substância pode interferir no humor, no estado do indivíduo levando-o a  uma disfunção alimentar.

É importante saber aproveitar os alimentos da forma correta e sem exageros. Uma reeducação alimentar é essencial bem como a ajuda de um profissional habilitado para ajudá-lo como um psicólogo ou nutricionista.