Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Alimentação Durante a Amamentação

Qual mulher que está amamentando o filho  não tem dúvidas sobre que tipo de alimentação deve ser feita durante o período da amamentação? Para esclarecer essas questões, algumas considerações devem ser feitas sobre esse tema tão pertinente.

Dúvidas Frequentes

Segundo especialistas, toda mulher é capaz de produzir o leite ideal para amamentar seu filho. Por isso não existe leite ruim ou bom, o que pode variar na qualidade do leite materno é  a alimentação que a mãe tem durante o período de amamentação. A princípio, não há nenhuma restrição alimentar para as lactantes.

No entanto, quando houver casos onde for detectado que o bebê possua alergia a alguns alimentos, com sintomas de choro constante , irritação, erupções na pele e fezes com muco é aconselhável orientar a mãe que faça uma dieta hipoalergênica. Normalmente , um alimento pode demorar em média seis horas para afetar o leite materno, após sua ingestão e esse fator deve ser considerado na elaboração da dieta adequada.

Orientações Gerais

Para os profissionais especializados em nutrição, o ideal para as mães que estão amamentando é manter uma dieta equilibrada com o consumo de alimentos saudáveis e ingerir  muita água e líquidos para favorecer a estimulação do leite materno. As lactantes devem ficar atentas se os bebês apresentam algum tipo de sensibilidade a determinado alimento, e se isso ocorrer ele pode ter sintomas como alergia ou agitação. Neste caso, é recomendado não consumir mais esse alimento.

Vale ressaltar que durante o período da amamentação, a mulher não precisa fazer uma dieta alimentar para emagrecimento, pois pode comprometer  a produção do seu leite, trazendo prejuízos à nutrição de seu filho. Segundo especialistas, a quantidade ideal de calorias por dia que a mulher deve ingerir para ter  uma quantidade suficiente de leite para amamentar o bebê  é em média de duas mil e quinhentas calorias e beber grande quantidade de líquidos , além de descansar quando puder.

As mães que são vegetarianas  devem ter cuidado especial com a alimentação no período da amamentação e verificar se está consumindo minerais e vitaminas suficientes para nutrir seu filho, consultando um profissão especializado em  nutrição, para que seja elaborado um cardápio específico em virtude de sua alimentação diferenciada. Outro cuidado que toda mulher deve ter  na fase da amamentação é com bebidas, fumo e medicações ingeridas, pois essas substâncias podem ser transferidas para o leite materno, comprometendo à saúde do bebê.

Alimentação Durante a Amamentação

Os especialistas orientam que uma alimentação saudável para as mães que estão na fase de amamentação deve conter entre duas mil e quintas a duas mil e novecentas calorias divididas nas principais refeições do dia (café da manhã, almoço e jantar) e o intervalo entre elas preenchidos com lanches em um período de três horas. Essa divisão dos alimentos é necessária para reduzir as chances de ocorrer um desequilíbrio na alimentação, levando a pessoa à obesidade ou a contrair doenças como diabetes, por exemplo.

Os alimentos consumidos nessas refeições devem ser simples, de preferência grelhados, cozidos ou assados. Deve-se também evitar o consumo do sal em excesso, e preferir as especiarias ou ervas aromáticas. De acordo com profissionais especializados existem alguns alimentos que são capazes de estimular a produção do leite materno, entre eles a água e a ingestão de sopas que permitem aumentar o período  entre uma amamentação e outra. Existem ainda outros alimentos que se consumidos pelas lactantes podem conferir um sabor desagradável ao leite materno, levando o bebê a rejeitá-lo.

No entanto, alguns especialistas refutam essa teoria e revelam que mesmo quando a mãe ingere alimentos que possam transmitir sabor ao leite, isso não faz a criança rejeitar o leite, pelo contrário, desenvolve uma maior tolerância às diferenças de sabores, aceitando melhor os alimentos ao longo de sua vida. Alguns desses alimentos são por exemplo: Cebola, repolho, couve-flor, alho e couve branca.

Vale ressaltar que a ingestão de bebidas alcoólicas ou bebidas estimulantes com substâncias como cafeína, por exemplo, pode ser transmitida através da amentação para o organismo do bebê. Na verdade, as crianças em fase de amamentação podem  ser mais sensíveis aos alimentos que são fornecidos a elas diretamente.

Os profissionais da área são unânimes em afirmar que o leite materno é sem dúvida alguma, o alimento mais bem tolerado pelo organismo do bebê. Por isso, a amamentação é muito importante para ele; e a mãe que o está amamentando deve se preocupar em ter sempre uma alimentação saudável tanto para  ela  quanto para o bem estar do seu filho.

Por Salete Dias