Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Ácidos graxos

Os ácidos graxos são constituídos por ácidos monocarboxílicos e apresentam o grupo carboxila ligado as estruturas que podem ser saturadas ou insaturadas. Na forma saturada esses ácidos apresentam ligações simples, já na forma insaturada apresentam ligações duplas; quando há uma ligação dupla ele é chamado de monoinsaturado e quando há mais de uma ligação dupla ele é chamado de poliinsaturado. Os ácidos graxos saturados são mais encontrados na gordura animal enquanto que os insaturados são mais encontrados na gordura vegetal.

Nosso corpo não produz esses ácidos, logo temos que obtê-lo através da alimentação, os ácidos graxos são produzidos quando a gordura presente nos alimentos são quebradas. A gordura é o macronutriente que mais apresenta calorias e por isso muita das vezes costumamos evitar o consumo desses alimentos. No entanto, eles apresentam grande importância na manutenção da saúde, pois proporcionam o transporte de vitaminas lipossolúveis, é fonte e reserva de energia além de participar da produção de alguns tipos de hormônios.

Os ácidos graxos podem ser classificados em saturados, monoinsaturados e poliinsaturados:

Saturados – São gorduras que se encontram comumente em estado sólido quando estão em temperatura ambiente e que podem ser encontradas em alimentos como carne vermelha, leite integral, banha, manteiga, bacon, creme de leite entre outros alimentos. Os alimentos que contém gordura saturada devem ser consumidos com moderação, pois esse tipo de gordura quando é ingerida em excesso aumenta o colesterol ruim (LDL) e a longo prazo pode ocasionar uma aterosclerose que é a presença de placas de gordura nos vasos sanguíneos.

Monoinsaturados – Os ácidos graxos monoinsaturados como o próprio nome já diz, apresenta apenas uma dupla ligação em sua molécula. O azeite de oliva que é tão conhecido por suas propriedades benéficas é um alimento fonte de ácido graxo monoinsaturado, assim como também o abacate, o óleo de canola e as nozes. Essa gordura ao contrário da saturada, aumenta os níveis do bom colesterol (HDL) no sangue e reduz os níveis do colesterol ruim presente no organismo além de evitar problemas cardíacos.

Poliinsaturados –  Os ácidos graxos poliinsaturados são os conhecidos ácidos graxos essenciais que desempenham diversos benefícios ao organismo. De todos os tipos de ácidos graxos, os poliinsaturados são sem dúvida os que mais conferem vantagens a saúde humana. Eles podem ser encontrados em diversos tipos de óleo ( soja, milho, girassol e de peixe), pode ser encontrado também em frutas oleaginosas que são nozes, castanhas, amêndoas, avelãs entre outras.

Por desempenhar diversos tipos de benefícios ao organismo, os ácidos graxos essenciais são alvo de diversos estudos e pesquisas. Eles são considerados gorduras boas e promove, além das funções já conhecidas desempenhadas pelas gorduras, a diminuição dos níveis de colesterol e triglicerídeos. Além disso, o ômega 3 encontrado nos peixes promove a redução da atividade inflamatória, evita o surgimento de tromboses pois melhora a circulação sanguínea e combate a hipertensão arterial. Por esses motivos é que muitas vezes ouvimos que é importante consumir peixes no mínimo duas vezes por semana.

Outro benefício dos ácidos graxos essenciais que foi descoberto recentemente é que ele ajuda a amenizar os efeitos provocados pela tensão pré menstrual (TPM), pois atuam no funcionamento dos hormônios responsáveis pela TPM, sendo assim o consumo de alimentos que sejam fontes de ácidos graxos essenciais é um bom aliado para combater os sintomas tão incômodos dessa fase. Muitas pessoas atualmente recorrem às capsulas de diversos tipos de vitaminas, minerais e inclusive de ácidos graxos, essa prática não é considerada incorreta, no entanto é importante que possamos conseguir obter os nutrientes que precisamos através de uma alimentação saudável.

Frituras na dieta

A presença da fritura na dieta é muitas vezes questionável, pois muitas pessoas costumam utilizar alimentos, que são fontes de ácidos graxos mono ou poliinsaturados, como azeite, óleo de canola, girassol, soja ou milho para fritar os alimentos, pois acreditam que estarão recebendo os benefícios dos ácidos graxos insaturados. No entanto, quando submetemos esses óleos ou o azeite às altas temperaturas, as propriedades benéficas que eles apresentam são perdidas mediante o processo ao qual foi submetido. Dessa forma é importante prezarmos pela qualidade da gordura que estamos ingerindo e consumir frituras com moderação.

A forma como preparamos os alimentos é fundamental para a nossa saúde, mesmo que estejamos tratando de um alimento que seja saudável podemos torná-lo bem menos saudável mediante a sua preparação. É importante que o consumo da gordura como óleos e azeite seja incentivada em sua forma natural, já a gordura processada e frita deve ser consumida com extrema moderação, pois a longo prazo, podem provocar danos ao organismo.