Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Exercício físico e diabetes

A relação entre exercício físico e diabetes está indo cada vez melhor. A cada dia surgem resultados e novas pesquisas que favorecem esta relação, auxiliando na indicação da prescrição de exercícios e, com isso, dando maior suporte ao controle do diabetes.

A diabetes é assinalada pelos elevados graus de açúcar no sangue por causa da incapacidade do organismo de produzir a insulina, hormônio encarregado do processamento da glicose no organismo humano. A insulina é um hormônio e é que responde pela entrada de glicose nas células do organismo. À quantidade de glicose no sangue, denomina-se glicemia.

A diabetes é um problema de saúde metabólica marcado por uma concentração alta de glicose no sangue. E certos fatores podem contribuir para tal situação: no momento em que você estiver com sobrepeso, por exemplo, é mais elevada a perspectiva de desenvolver diabetes tipo 2.

A diabetes é um doença que afeta pessoas de muitas idades, contudo nunca é adquirida quão descomplicadamente como um resfriado. Pode-se desenvolvê-la, por exemplo, por meio do conhecido efeito dominó, que são graus grandes persistentes de glicose no sangue, constituição proteica pobre e demais alterações metabólicos, tal qual a acidose.

Em diferentes hipóteses onde nunca tem nenhum sintoma aparente a patologia é diagnosticada através de exames de prática, em demais, a lista apresenta-se em estágio avançado, com queixas relativas às perturbações neuropáticas, retinopáticas e vasculares. É um problema de saúde que afeta mais de 20 milhões de sujeitos no nosso país. São poucos os doentes evidentemente, que apresentam acesso a uma cura multidisciplinar.

As duas amostras mais típicas são: diabetes tipo 1, que é mais comum em crianças e diabetes tipo 2, mais frequente entre homens e, raramente, entre jovens com abuso de IMC. A diabetes é um problema de saúde crônica designado pela elevação das posições de açúcar no sangue. Neste momento, no comércio, há dois tipos de amostras de incretinas sintetizadas que podem ser usadas em seu controle, as orais e as injetáveis.

É pertinente que o sujeito com quadro clínico de diabetes atente-se ao distúrbio, que seja orientado por um especialista especializado e que tenha noção da real circunstância.

Exercício físico e diabetes

É sabido que o exercício físico ajuda a emagrecer, não é verdade? E com a redução do peso corporal várias outras doenças são evitadas ou mesmo amenizadas, igualmente acontece com o diabetes.

A alimentação é outro fator importante no controle do diabetes. Ela tem que ser bem elaborada por um nutricionista, de acordo com a especificidade da doença.

Muitos ainda acreditam que o diabético não pode fazer exercícios físicos, mas isso é uma confusão de informação. O paciente com diabetes pode até se tornar um atleta, dependendo do interesse que a pessoa tenha por algum esporte e também as habilidades desenvolvidas na prática.

As atividades físicas para diabéticos podem ser variadas e de intensidades leves, moderadas e até avançadas, mas antes de pensar em algum exercício o paciente deve passar por uma avaliação clínica e física, acompanhadas respectivamente por um médico e um profissional de educação física.

Algumas atividades que ajudam no controle do diabetes, são:

  • Caminhadas;
  • Corridas, seguindo o padrão de sempre iniciar com níveis leves e aumentar aos poucos;
  • Ciclismo;
  • Natação;
  • Hidroginástica;
  • Esportes de quadra, como voleibol, handebol, futsal, basquete, tênis e etc. Sendo que, primordialmente, esses esportes sejam praticados como recreativos para os pacientes iniciantes na atividade física;
  • E para maximizar os efeitos no controle do diabetes, é sempre bom associar também os exercícios de musculação com os aeróbicos ( como natação, caminhada, corrida,…).

As atividades de lazer como brincar, sorrir, passear, conversar com os amigos, entre outras, não podem ser esquecidas. Elas têm papel importante na melhora da auto-estima do paciente.

Atenção! Para pacientes com problemas do coração, retinopatia, pressão arterial elevada (pressão alta) e neuropatia, o esforço intenso poderá ser bastante perigoso se o diabético não for monitorado com frequência.

Cuidados que o diabéticos deve tomar para evitar maiores problemas com a sua saúde:

  • Aumente o consumo de água durante a atividade física e também após;
  • Esteja sempre com algum alimento que possa lhe fornecer carboidratos no organismo com mais rapidez;
  • Não deixe que os horários da aplicação de insulina sejam próximos aos do treinamento;
  • Não pratique nenhuma atividade física sem ter alguém por perto;

Lembrando que o acompanhamento dos profissionais da saúde é de extrema importância para sua qualidade de vida.