Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Compulsão alimentar

Compulsão alimentar

Menos conhecida que a bulimia e anorexia mas nem por isso menos grave para a saúde dos indivíduos, a compulsão alimentar é um transtorno que se caracteriza pela ingestão compulsiva de alimentos pelas pessoas. Esse consumo exagerado de comida se dá mesmo quando o indivíduo não sente fome, e após consumir os alimentos tem uma sensação de desconforto orgânico.

 

Quem sofre de  compulsão alimentar não provoca o vômito depois do excesso nem faz exercícios físicos intensos para queimar todas as calorias ingeridas na refeição, por isso a compulsão alimentar apresenta como principal consequência a obesidade e as complicações a ela associadas.

De acordo com especialistas na área de transtorno alimentar a compulsão ocorre em virtude da tentativa do doente em preencher um vazio emocional que existe dentro dele, por isso o tratamento para esse distúrbio deve ser com fármacos combinados com a psicoterapia.

 

Incidência na população da compulsão alimentar

De acordo com especialistas a compulsão alimentar é um transtorno que pode acometer os indivíduos de qualquer raça, sexo, condição econômica ou faixa etária. Porém foi obervado por alguns pesquisadores uma maior incidência em pessoas do sexo feminino entre vinte e trinta anos.

Este distúrbio apresenta como principal problema o aparecimento da obesidade nas pessoas que têm a compulsão. Os profissionais da área de saúde orientam aos portadores desse distúrbio alimentar que procurem os mais diversos tratamentos disponíveis atualmente para enfrentar esse problema.

 

Principais sintomas clínicos da compulsão alimentar

Os profissionais especializados em transtornos alimentares revelam que os principais sintomas da compulsão alimentar são os seguntes:

  • Comer quantidades exageradas de alimentos mesmo quando a pessoa não sente fome
  • Sentir uma sensção de desconforto após ingerir grande quantidade de comida de uma única vez
  • Alimentar-se quando está com algum problema emocional ou com estresse
  • A pessoa costuma se sentir envergonhada após o episódio do consumo excessivo de comida
  • O indivíduo costuma expresssar descontentamento com o próprio corpo e baixa auto-estima

Com menos frequência pode apresentar também os seguintes sintomas:

  • Esconder embalagens de comida vazias por vergonha das outras pessoas descobrirem a compulsão
  • Demonstrar interesse em comer enquanto houver comida
  • Esconder alimentos para comer compulsivamente quando estiver sozinho

Vale ressaltar que o diagnóstico da compulsão alimentar só pode ser realizado por um profissional especialista na área que está habilitado para diagnosticar esse distúrbio com base nas episódios recorrentes do consumo de alimentação exagerada por perda de controle.

 

Para que o distúrbio seja diagnosticado como compulsão alimentar deve haver pelo menos um dos seguintes sinais:

  • A pessoa come muito depressa para poder comer mais enquanto tiver a comida
  • Alimenta-se mesmo sem fome e sente culpa pelo excesso de comida ingerida

Além disso essas ocorrências de compulsão acontecem no mínimo duas vezes em uma semana e se prolongam por um período de cerca  de seis meses consecutivos.

 

Tratamento para compulsão alimentar

Até o presente momento a comunidade científica é unânime em afirmar que não existe cura para a compulsão alimentar, somente tratamento que deve realizado com a combinação de técnicas psicoterapêuticas combinadas com medicamentos, de acordo com as necessidades de cada pessoa.

Alguns especialistas utilizam a terapia comportamental para promover mudanças nos hábitos alimentares dos pacientes, outros utilizam a técnica de aconselhamento terapêutico e grupo de apoio ao paciente e aos familiares, além da reeducação alimentar orientada por um profissional de nutrição.

 

Os medicamentos prescritos pelos especialistas geralmente são anti-depressivos e em alguns casos podem ser utilizados os inibidores de apetite para controlar o quadro compulsivo. É importante ressaltar que nem todos os portadores de compulsão alimentar comem somente doces, alimentos gordurosos ou açúcares em excesso.

Com menos frequência alguns indivíduos que comem compulsivamente se alimentam em exagero de frutas ou somente de alimentos salgados o que causa menos aumento de peso corporal nas pessoas.

 

De etiologia desconhecida a compulsão alimentar segundo especialistas poderia ser desencadeada por uma combinação de fatores biológicos, sociais, genéticos ou psicológicos. Ao contrário do que muitas pessoas pensam a compulsão alimentar  não se manifesta somente diante de situações negativas na vida do indivíduo, ela pode se manisfestar também depois de uma situação positiva para a pessoa como por exemplo, uma promoção no trabalho pode levar a uma sensação de euforia desencadeando a compulsão.

 

Os especialistas orientam aos indivíduos portadores de compulsão alimentar que façam uma reeducação alimentar, pratiquem atividades físicas para perda de peso corporal, façam psicoterapia para trabalhar as questões psicológicas que podem estar provocando o distúrbio e caso essas mudanças de comportamento não surtam o efeito desejado procurem um profissional da área médica para que seja prescrita uma medicação adequada para combater esse transtorno alimentar que causa grande angústia aos seus portadores.

Por Salete Dias