Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Recomendações alimentares na gastrite

A gastrite é um conceito onde está incluído qualquer processo inflamatório, seja agudo ou crônico da mucosa gástrica. Esse problema pode ocorrer quando há um desequilíbrio dos fatores responsáveis pela preservação dessa mucosa provocada por alterações nervosas, químicas e por agentes patológicos.

Mais comum do que se pensava anteriormente na grande maioria da população, a gastrite foi alvo de vários estudos científicos ao longo dos anos e os cientistas chegaram à conclusão que alimentação é um fator essencial para amenizar ou agravar ainda mais o quadro clínico e seus sintomas incômodos.

Por isso, profissionais da área de nutrição e nutrologia costumam fazer recomendações alimentares importantes para o indivíduo portador de gastrite. Vejamos agora quais são essas orientações e o que fazer para segui-las.

Causas da gastrite e orientação alimentar geral

De acordo com profissionais especialistas na área médica, uma das causas mais frequentes da gastrite é o surgimento de uma infecção causada pelo bacilo Helicobacter pylori. No entanto, outros especialistas também afirmam que outros fatores como tabagismo, ingestão excessiva de bebidas alcoólicas, uso rotineiro de medicações anti-inflamatórias, ou ainda ingestão de qualquer substância considerada erosiva para o organismo, também podem ser os responsáveis pelo aparecimento do quadro clínico da gastrite.

De uma maneira geral, a dieta para quem sente os incômodos sintomas da gastrite como azia, dor ou sensação de queimação no aparelho digestivo deve ser de preferência fracionada com pequenas refeições a cada três ou quatro horas, com alimentos balanceados, sem muito condimento e pouca gordura em sua preparação. Uma importante sugestão é procurar mastigar os alimentos consumindo-os vagarosamente, sem pressa.

Muitas pessoas agravam seus problemas no aparelho digestivo em virtude de mastigarem pouco os alimentos durante as refeições, ou então da maneira apressada como se alimentam não fazendo a mastigação adequada para a perfeita digestão. Outra boa orientação é evitar a ingestão excessiva de líquidos no momento das refeições, evitar temperos já prontos, doces concentrados como, por exemplo, marmelada, goiabada, doces em compotas, entre outros.

Os produtos processados, os enlatados e os embutidos (presunto, salsicha, linguiça, salame) devem ser evitados, assim como as bebidas alcoólicas, gasosos e as que contêm cafeína, como chá mate ou preto e café. Com essas orientações iniciais já é possível prevenir ou amenizar os sintomas de uma gastrite já em curso no organismo humano.

Alimentos recomendados para o portador de gastrite

De uma maneira geral os profissionais da área médica de nutrição orientam os portadores de gastrite a ingerirem com frequência os seguintes alimentos:

  • Leguminosas, como por exemplo, o feijão;
  • Legumes cozidos e frutas não ácidas;
  • Produtos integrais, como macarrão, arroz, pão e biscoito;
  • Ovos cozidos; peixes como atum, sardinha e salmão;
  • Carnes brancas, como peito de frango ou carne bovina magra;
  • Hortaliças como abobrinha, aipim, abóbora, batata, cenoura, tomate;
  • Gengibre; Frutas não ácidas como pêssego, damasco, bananas, peras, maçãs;
  • Alguns chás que não sejam à base de cafeína, como chá de melissa, camomila, erva-doce, erva-cidreira; leite desnatado e seus derivados como requeijão, iogurte e ricota.

Recomendações Finais

De uma maneira geral o indivíduo portador de gastrite não deve ficar muito tempo sem se alimentar. O ideal é fazer de quatro a cinco refeições por dia, para que não fique sem comer por mais de quatro horas, evitando o jejum.

A quantidade ingerida de leite e seus derivados também deve ser moderada, e os especialistas recomendam somente duas a três porções consumidas ao dia, pois ao contrário do que se pensava anteriormente, se ingerido em excesso pode contribuir para aumentar a acidez no aparelho digestivo dos indivíduos.

Alguns alimentos e líquidos devem ser evitados por aqueles que apresentam gastrite, entre alguns estão: frutas cítricas, como limão abacaxi e laranja; bebidas alcoólicas; café, chá preto ou mate; pimentas, mostarda, chili; chocolates, doce de leite, cocada, goiabada, geleia;

Também devem ser evitados alimentos muito gordurosos ou embutidos, como presunto, salsicha ou linguiça; temperos concentrados de bacon, carne ou galinha; sucos industrializados e refrigerantes; ingestão de mais de três porções de leite e seus derivados; consumo em excesso de repolho, pepino, brócolis ou couve-flor.

Vale ressaltar que as citações dos alimentos no texto servem apenas como caráter informativo. Toda e qualquer tipo de dieta deve ser realizada sob a orientação exclusiva de um profissional especializado na área de nutrição.

Por Salete Dias