Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Ovos e seus benefícios

Os ovos sempre foram alimentos que geravam muita dúvida nos consumidores. Afinal eles realmente trazem benefícios à saúde dos seres humanos? Ou será que seu consumo deve ser limitado para que não cause prejuízos à saúde dos indivíduos? É o que veremos a seguir.

Propriedades dos ovos

Segundo especialistas em nutrição hoje em dia não há nenhum tipo de recomendação especial por parte de associações de cardiologistas para as pessoas se alimentarem com ovos, nem nenhum tipo de restrição quanto a frequência com que a pessoa deve ingerir o alimento por semana. Pelo contrário devido a algumas propriedades que o ovo possui, seu consumo é liberado para pessoas em boas condições de saúde. Por exemplo, sabe-se que o ovo tem baixas quantidades de gorduras saturadas  o que favorece um organismo mais saudável aos indivíduos.

O alto valor nutricional que o ovo apresenta faz com que os especialistas o recomendem como alimento presente em quase todas as refeições. Os nutrientes presentes no ovo são responsáveis pelo funcionamento harmônico do corpo do indivíduo e inclui ácido fólico, colina, zinco e ferro que são importantes para o fortalecimento muscular, para melhorar o funcionamento cerebral e a visão das pessoas; e ainda podem ser usados em regimes alimentares para perda de peso pois só possuem cerca de setenta e cinco calorias. Normalmente um ovo de tamanho grande possui em média cerca de seis gramas de proteínas  sendo que metade dessas proteínas se encontram na gema.

O ovo é um alimento que não contém gordura trans o que faz dele um alimento recomendável para consumo regular. Os ovos podem ser utilizados também para aquelas pessoas que estão em dieta de emagrecimento, pois segundo estudos científicos realizados com o alimento devido a proteínas de alta qualidade presentes em sua constituição ele confere ao indivíduo uma sensação de saciedade além de promover a manutenção da energia no corpo da pessoa. Outra propriedade bastante apreciada principalmente por aqueles que praticam alguma atividade física regular é que o ovo promove a redução da massa muscular e favorece a manutenção da força muscular.

O ovo é rico em colina que é um nutriente de extrema importância para o feto pois favorece o desenvolvimento de seu sistema nervoso além de prevenir a malformações no bebê que está sendo gerado. Os especialistas informam que dois ovos contêm juntos metade das demandas diárias que a mulher grávida ou que está amamentando precisa. Outra função muito importante da colina é sua atuação no cérebro dos seres humanos agindo para manter em bom funcionamento a estrutura da membrana celular, favorecendo a neurotransmissão dos impulsos do cérebro para os músculos. O ovo possui também dois tipos de substâncias antioxidantes que são a luteína e a zeaxantina que auxiliam na prevenção da cegueira em pessoas de idade avançada pois evitam a degeneração da mácula dos olhos que é a principal causa da deficiência visual.

Os ovos e o colesterol

Por muito tempo as pessoas ouviram dizer que comer uma grande quantidade de ovos causava alterações nos níveis de colesterol no organismo humano. Em virtude dessa concepção muitos indivíduos restringiam seu consumo. No  entanto, atualmente os especialistas na área de nutrição informam que em pessoas que possuem um corpo saudável não há necessidades de restringir o consumo de ovos.

A opinião dos profissionais é que a ingestão de outros alimentos ricos em gorduras saturadas traz mais ricos de aumentar os níveis de colesterol na corrente sanguínea. No caso do ovo ele possui baixas quantidades desse tipo de gordura. Vale ressaltar que pesquisas científicas realizadas nos últimos  anos não conseguiram apontar uma relação entre o consumo de ovos e o aumento de colesterol e problemas cardíacos nos seres humanos.

Cuidados no armazenamento de ovos

O único caso em que devemos ter cuidado é com o risco do ovo está contaminado por uma bactéria conhecida como Salmonela que é prejudicial à saúde dos seres humanos. No entanto, quando se manuseia de forma adequada e higiênica o ovo esse risco pode ser eliminado. A orientação dos especialistas é sempre higienizar as mãos na hora de pegar os ovos e evitar seu contato com alimentos contaminados ou animais domésticos, além de armazená-los sempre em locais limpos.

A casca do ovo o protege porém contém poros por onde a bactéria Salmonela pode passar. Por isso as autoridades de vigilância sanitária recomendam a higienização com produtos antissépticos antes dos ovos serem vendidos. Resta saber se essa recomendação está sendo seguida pelos comerciantes.

Por Salete Dias