Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Leguminosas

Pela associação que se faz ao nome muitas pessoas acreditam que leguminosas são legumes, quando na verdade, o grupo das leguminosas engloba: feijão, lentilha, soja, ervilhas, tremoços, grãos-de-bico,  amendoins e guandos. Esses grãos contidos em vagens, eram cultivados e serviam de alimentação para as antigas sociedades egípicia e grega que difundiram as leguminosas pelo mundo.

Elas podem ser classificadas em dois grupos:

Grãos: Lentilha, feijão, fava e ervilha

Oleaginosas: Amendoim e soja

As leguminosas, principalmente o feijão, é um alimento muitas vezes diário de pessoas de baixa renda em nosso país. Só que a maioria das leguminosas, com excessão da soja, possuem proteínas de valor biológico limitado dessa forma sua associação com um carboidrato na dieta aumenta a quota normal diária de proteínas.

Esse grupo de alimentos contêm minerais (zinco, potássio, ferro) e vitaminas (complexo B e ácido fólico). Elas devem ser ingeridas cozidas e nunca cruas devido os fatores antinutricionais que apresentam em sua composiçã, além do sensorial como gosto e textura.

O feijão,  leguminosa de preferência nacional, pode ser encontrado em diversos tipos:  preto, rajado, carioca, branco,etc. Cada região do país irá apresentar sua preferência.

A soja, é a leguminosa mais completa quanto ao valor nutricional, ela apresenta uma grande variedade de proteínas de alto valor biológico. Além disso, seu consumo regular pode ser associado a terapia e profilaxia de doenças como : osteoporose, doenças cardiovasculares e câncer.

As leguminosas devem fazer parte da dieta diária, é uma fonte essencial de proteína e representa um importante papel na alimentação universal.