Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Fortificação dos alimentos

Para que o ser humano consiga manter seu organismo saudável é necessário que ele ingira vitaminas e minerais, através de alimentos ou suplementos dietéticos, em uma quantidade adequada que lhe permita manter uma boa qualidade de vida. Para suprir essas necessidades das pessoas é realizado um processo denominado fortificação dos alimentos que consiste basicamente em adicionar minerais e vitaminas aos alimentos consumidos pelos indivíduos, com o objetivo de fazê-los atingir o consumo diário recomendando por especialistas. A fortificação alimentar é um procedimento de relevante importância para prevenir o déficit dietético de nutrientes no organismo.

Importância da fortificação dos alimentos

Em alguns países onde a subnutrição ainda afeta grande parte da população fazendo com que essas pessoas apresentem uma carência de nutrientes importantes à manutenção de uma boa saúde como, por exemplo, as vitaminas e o ferro, há a necessidade de que o processo de fortificação alimentar seja feito em alimentos de uso diário das pessoas para que elas possam conseguir atingir a dose recomenda diária, promovendo seu bem-estar e mantendo um organismo mais resistente a possíveis ataques de agentes patogênicos.

De acordo com os especialistas nesse processo até bem simples de ser realizado, é muito importante que haja uma seleção adequada da substância composta que deverá ser utilizada na dieta das pessoas. Os alimentos de uma maneira em geral apresentam a propriedade de absorção desses elementos compostos, reduzindo sua ação biológica. Por isso a utilização do processo de fortificação dos alimentos é feita basicamente pela adição de minerais e vitaminas.

Alguns pesquisadores dessa área apontam esse processo como um dos mais eficientes para conter os déficits de nutrientes de alguns alimentos que compõe a alimentação da população não só brasileira com em todo o mundo. Na fortificação dos alimentos são utilizados os conhecimentos sobre temas recentes e específicos sobre como a deficiência da vitamina A e do ferro constituem na realidade, com um dos maiores problemas de deficiência nutricional, principalmente nas sociedades de menor poder aquisitivo.

Fortificação dos alimentos ao longo do tempo

Segundo especialistas, o processo de fortificação de alimentos já vem sendo feito há algum tempo, onde os minerais e as vitaminas foram usados para fortificar a dieta de determinado grupo social, notadamente os mais carentes em termos econômicos e culturais, graças de alguma maneira ao processo de industrialização dos alimentos processados que contribuem de maneira relevante para a fortificação da dieta que os indivíduos costumam ingerir.

Os profissionais que são especializados no processo de fortificação dietética são unânimes em afirmar que ela traz inúmeros benefícios à saúde do organismo dos seres humanos. Entre algumas ações benéficas podemos citar:

Redução do risco da pessoa contrair uma deficiência alimentar dos nutrientes essenciais à manutenção de uma vida saudável;

Consegue atingir grande parte da população – Esse benefício de inegável importância que a prática da fortificação tem realizado é que ela consegue atingir uma grande parte da população em todas as regiões do mundo, com uma distribuição igualitária e preços accessíveis aos povos mais carentes;

Apresenta baixo índice de toxidade – Outra vantagem é o fato da prática de fortificação de alimentos, além de não promover nenhuma mudança no comportamento alimentar dos indivíduos, ainda possui um risco muito baixo de uma possível toxicidade.

Considerações gerais

Para os especialistas que atuam na área de fortificação de alimentos para que o efeito final dessa prática seja benéfico a todos, é necessário que seja considerado a quantidade dos alimentos que já foram fortificados e a presença dos micronutrientes em suas composições. Dessa forma seria possível prevenir ou até mesmo erradicar alguns tipos específicos de enfermidades que são decorrentes da falta de nutrientes no organismo.

É importante ressaltar que todos os programas que são voltados para a fortificação dos alimentos só vão surtir o efeito desejado se forem combinados com outras atitudes relativas ao processo de nutrição das pessoas, como por exemplo, realizar refeições com alimentos que possam ser encontrados em seu estado mais ouro ou natural, sem a adição de algum tipo de substância tóxica.

Outro ponto que é importante enfatizar trata-se do objetivo da fortificação dos alimentos que nada tem a ver com a finalidade terapêutica, muitos menos possui uso farmacológico, e sua principal finalidade é prover a população os micronutrientes em especial as vitaminas e os minerais, em dosagens adequadas à manutenção de uma boa qualidade de vida. Esses nutrientes usados na prática da fortificação não podem ultrapassar um valor que é determinado pela organização internacional RDA (Recommended Dietary Allowance), para que não haja efeitos colaterais no organismo e para que as características básicas dos alimentos consumidos não sejam modificadas. Dentre os alimentos mais usados na prática de fortificação estão os produtos derivados do leite e os cereais.

Por Salete Dias

If you liked that, check these...

A Soja

A Alface

Alimentos Afrodisíacos