Nutrição em Foco

Porque sua saúde vem em primeiro lugar!

Nutrição em Foco Alimentos Benefícios das oleaginosas

Benefícios das oleaginosas

Benefícios das oleaginosas

As pessoas que gostam de comer nozes, castanhas ou amêndoas terão uma boa notícia: essas frutas oleaginosas além de auxiliarem no processo de emagrecimento para quem está com alguns quilos a mais ainda são alimentos ricos em nutrientes que são de extrema importância para manutenção da saúde do organismo dos seres humanos pelos benefícios que trazem.

Beneficios das oleaginosas para o emagrecimento

De acordo com estudos científicos e norte-americanos já publicados, no caso das castanhas que é uma fruta oleaginosa rica em gordura monoinsaturada que são conhecidas como gorduras do bem, se elas forem ingeridas em conjunto com um alimentação balanceada podem auxilar na perda de peso corporal pois tem a a capacidade de ativar o metabolismo corporal no organismo, além de contribuir para a manutenção dos níveis de açúcar dentro dos parâmetros normais na corrente sanguínea dos indivíduos.

Em uma  pesquisa científica os estudiosos fizeram uma comparação entre uma dieta normal de emagrecimento realizada com carboidratos complexos e outra dieta rica em amêndoas que é uma fruta oleaginosa. Os participantes que consumiram as amêndoas durante as refeições realizadas além de reduzirem o peso e a gordura do corpo ainda tiveram uma facilidade maior na manutenção da perda durante o período em que a pesquisa foi realizada.

Oleaginosas como aliadas em dietas de emagrecimento

As pessoas que precisam perder perder e começam  uma dieta para emagrecimento estão cada vez mão consumindo as frutas oleaginosas que são ricas em gorduras monoinsaturadas que são benéficas para o organismo humano. Segundo alguns especialistas as frutas oleaginosas tem  a capacidade de equilibrar as taxas de insulina que são liberada pelo pâncreas no corpo humano, auxiliando na conversão dos acúmulos de gordura em energia para o organismo dos indivíduos.

Outra função bastante importante das oleaginosas é que elas funcionam também como moderadoras do apetite pela saciedade prolongada que provocam quando são consumidas pelas pessoas.

Conhecendo um pouco mais sobre oleaginosas

Segundo especialistas na área de nutrição e nutrologia, a castanha é uma fruta oleaginosa que é muito rica em nutrientes, entre alguns se destacam: proteínas, fibras, potássio, selênio, cálcio, ferro, ácido fólico e  vitamina E. Um exemplo clássico é a castanha-do-pará que apresenta um teor muito alto do mineral selênio que atua na manutenção do equilibro da glândula tireóide auxiliando na manutenção do peso corporal e prevenindo suas variações.

Além disso a castanha-do-pará tem a capacidade de fortalecer o sistema imunológico dos seres humanos, proteger contra  cânceres e prevenir a ação dos radicais livres no organismo. No caso dos pistaches, da amêndoa e do amendoim essas frutas oleaginosas são excelentes fontes de proteínas e devem fazer parte do cardápio alimentar  dos indivíduos que não consomem carne vermelha. Na castanha de caju o mineral zinco tem uma participação de significativa relevância na síntese dos glóbulos brancos. Já o magnésio que também é encontrado em grande parte das castanhas atua reduzindo os sintomas de tensão pré-menstrual e  no controle da pressão arterial além de favorecer o desenvolvimento dos músculos.

As gorduras monoinsaturadas que estão presentes nas frutas oleaginosas atuam reduzindo as taxas elevadas do colesterol ruim na corrente sanguínea, aumentando os níveis de HDL que é o colesterol bom que tem a função de desobstruir as artérias do corpo humano. Em virtude dessa atuação elas se constituem em importantes aliadas na prevenção de complicações cardíacas.

Orientações de Especialistas

Os especialistas na área de nutrição e nutrologia orientam que as pessoas que estão com excesso de peso corporal e desejam emagrecer a fruta oleaginosa mais indicada nesse caso é a amêndoa, que além de ser muito rica em nutrientes que são benéficos à saúde dos indivíduos ainda podem ser consumidas em porções pouco calóricas. Por exemplo doze amêndoas equivalem a cerca de somente cem calorias. Por  isso os profissionais indicam que essa oleaginosa deve ser consumida em porções ao longo do dia para potencializar seu efeito.

Por outro lado a oleaginosa macadâmia não é indicada para os indivíduos que desejam perder peso pois a mesma porção tem o dobro de calorias ou seja duzentas. Outra importante orientação dos profissionais é que as pessoas devem consumir as oleaginosas de preferência cruas ou então torradas pois o calor não retira os nutrientes que elas possuem e que fazem muito bem ao organismo humano. A preservação das oleaginosas deve ser feita em lugares com pouca iluminação e seco.

Vale ressaltar que o profissional especializado deve orientar às pessoas a porção adequada que deve ser consumida com moderação para que  se ingeridas em excesso não provoquem o efeito contrário ou seja ganho de peso. Outro aspecto importante é que as oleaginosas auxiliam o emagrecimento dos indivíduos somente se combinadas com um alimentação balanceada.

Por Salete Dias

TopBack to Top