Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Alimentos que aumentam a concentração

Atualmente um dos maiores problemas das pessoas que vivem na correria da vida agitada das grandes metrópoles é manter a concentração em suas atividades diárias, sejam elas profissionais ou acadêmicas. Oito entre dez indivíduos que chegam aos consultórios dos especialistas, a grande maioria das vezes estão bastante preocupados, reclamando que não têm conseguido se concentrar em algum projeto que estavam desenvolvendo, e por conta disso não estavam conseguindo o mesmo rendimento que tinham antes.

Geralmente solicitam algum tipo de medicação ao médico, e em alguns casos essa solicitação é atendida. Mas será que realmente a  falta de concentração só pode ser resolvida através da ingestão de fármacos, ou será que existem alimentos que aumentam a concentração através de suas propriedades especificas? É o que analisaremos nesse artigo.

Relação entre alimentos e aumento da concentração

Ao longo dos anos muitas pesquisas científicas foram realizadas na área de nutrição humana tentando relacionar o problema da falta de concentração nos indivíduos e uma possível melhora com o consumo regular de determinados tipos de alimentos. Os resultados desses estudos científicos foram bastante satisfatórios e hoje em dia podemos relacionar alguns deles que atuam proporcionando uma melhor concentração aos seres humanos. Vejamos, agora, quais são os alimentos e as principais substâncias neles contidas que farão com que haja uma melhora na capacidade de concentração do indivíduo:

– Uva, pêssego, maçã, espinafre, morango, cebola, kiwi, tomate: substância Fisetina – recentemente estudada por um grupo de cientistas norte-americanos a Fisetina é considerada fundamental na manutenção da memória através da estimulação das conexões novas entre os neurônios dos indivíduos, facilitando a capacidade de memorização e aprendizagem.

– Sementes e grãos, folhas verde-escuras: os sais minerais ferro, fósforo, selênio e zinco presente nesses alimentos, atuam nas trocas seletivas a nível cerebral mantendo-o ativo e, portanto melhorando a concentração humana.

– Óleos vegetais prensados a frio, sementes, grãos: vitamina E, que como todos sabem possui uma ação antioxidante muito potente, o que contribui de alguma forma para melhorar a concentração nos seres humanos.

– Sementes frescas ou cruas geminadas, e na grande maioria das frutas: vitamina C, que também pela potente ação antioxidante atua melhorando a concentração.

– Fibras dos alimentos proteicas ou integrais e sementes: vitaminas do Complexo B. Essas vitaminas possuem a capacidade de fazer a transmissão sináptica entre as células nervosas ou neurônios, o que favorece a melhora da concentração humana.

– Frutas Cítricas, limão, folhas verde-escuras, uvas, sementes: bioflavonoides. Essas substâncias são classificadas como polifenóis que possuem uma ação antioxidante muito potente que no cérebro humano favorece a concentração.

– Sementes e grãos, soja, óleos vegetais prensados a frio, gema de ovo: colina. Essa substância é conhecida por sua participação ativa nas membranas e na reconstrução de novas células do cérebro humano, caso elas tenham sido lesadas por algum motivo. Dessa maneira a concentração do individuo tende a melhorar também com o consumo desses alimentos de maneira regular. A acetil-colina, também presente nesses alimentos, é considerada com um neurotransmissor de relevante importância para o hipocampo na função de memorização que auxilia, favorecendo também a capacidade de concentração nos indivíduos.

– Óleos vegetais prensados a frio, sementes e grãos de uma maneira geral: fitosterois. Essa substância é considerada como um potente estimulante para o sistema imunológico, além de apresentar a capacidade de auxiliar na redução da proliferação dos tumores cancerígenos e de melhorar os quadros inflamatórios e infecciosos, como também a concentração. Os fosfolipídios atuam como um verdadeiro detergente, desses que as donas de casa costumam usar em suas casas, pois atua limpando todas as regiões do corpo por onde passa. Participa ativamente do processo de recuperação da memória e de algumas estruturas lesionadas no sistema nervoso, favorecem também a concentração dos indivíduos.

-Peixes de água fria, prímula, sementes de linhaça: ômega3. Essa substância atua na prevenção dos processos inflamatórios, além de evitar a lesão e morte das células nervosas ou neurônios, o que melhora a concentração nos seres humanos.

Considerações finais

Os exemplos acima citados foram apenas alguns dentre os vários alimentos que servem para auxiliar os indivíduos a manterem uma boa concentração que os possibilitem realizar suas tarefas diárias sejam profissionais ou acadêmicas de maneira satisfatória. Vale ressaltar que um profissional especializado na área de nutrição deve ser consultado para que ele possa fazer o acompanhamento da pessoa portadora de falta de concentração, a orientando com a correta alimentação para auxiliar na resolução do problema.

Por Salete Dias

 

 

 

 

 

 

 

 

If you liked that, check these...

A Acerola

Melancia

Produtos Dietéticos